Botafogo e Inter ficam no 1 a 1, e os dois acabam mais longe do G-4

14/09/2012 07:07

O Inter teve mais e melhores chances de gol, nesta quinta-feira, no Engenhão, mas no fim o jogo contra o Botafogo acabou mesmo empatado por 1 a 1. O  resultado não foi dos melhores para as duas equipes, que acabaram a 24ª rodada mais afastadas do G-4 do Campeonato Brasileiro. Os gols só surgiram no segundo tempo: Leandro Damião abriu o marcador para o Colorado, e Cidinho empatou.

O Alvinegro, que vinha de três vitórias seguidas, continua em quinto, com 38 pontos, agora a quatro do Vasco, que é o quarto colocado.

- O empate, dentro das circunstâncias, foi um resultado justo. Foi um jogo de muita marcação, de pegada. Foi muita correira, tivemos chance, assim como eles, o espírito tem que ser esse. Saímos atrás e conseguimos buscar - disse Andrezinho.

A equipe gaúcha permanece em sétimo lugar, agora com 36 pontos.

- Não está bom, o jogo era nosso. Conseguimos sair na frente, lutamos até o fim. Acho que todo mundo tem de ter cabeça no lugar e pensar no próximo jogo. Não tem o que explicar. Tem de dar algo a mais para conseguir essa vitória - opinou Damião.

A renda da partida somou R$ 183.895, com um público pagante de 9.148 (11.175 presentes). Na próxima rodada, o Botafogo irá a Campinas (SP) para enfrentar a Ponte Preta, domingo, às 18h30m (de Brasília), no estádio Moisés Lucarelli. O Inter receberá o Sport no mesmo dia e horário, no Beira-Rio.

inter botafogo damião (Foto: Alexandre Lops/Divulgação Inter)
Leandro Damião tenta o chute diante de Márcio Azevedo (Foto: Alexandre Lops/Divulgação Inter)

O Botafogo, que jogou desfalcado de Seedorf, machucado, começou a partida exercendo uma cerrada marcação na saída de bola do Inter, que mesmo assim conseguia escapar em rápidos contra-ataques. Num deles criou a primeira boa chance de gol, após falha de Fábio Ferreira, que Leandro Damião quase aproveitou de cabeça. No ataque, o time carioca tocava a bola de um lado para o outro e se movimentava muito para tentar furar o bloqueio colorado, mas não conseguiu penetrar na área adversária com perigo no primeiro tempo.

Alguém com a capacidade técnica e a inteligência de Seedorf fazia falta na criação. Seu substituto, o uruguaio Lodeiro, se esforçou, mas não tem a mesma característica e acabaria sendo substituído na etapa final. A função do holandês foi exercida por Andrezinho, que ciscou muito e produziu pouco. Na equipe gaúcha, D'Alessandro comandava o meio, armando contra-ataques e cadenciando o jogo quando necessário.

O Inter tinha muito mais facilidade para ameaçar o Botafogo, mesmo atuando de forma mais cautelosa. E assim o Colorado chegou muito próximo do primeiro gol aos 30, quando num rápido contra-golpe, Cassiano levou pela direita e cruzou rasteiro na área, Damião fez sábio corta-luz, mas D'Alê chutou a chance para o alto, diante de Jefferson.

A esta altura, os visitantes já dominavam a partida. O maior problema do Inter era mesmo na saída da defesa para o ataque, onde o lateral-esquerdo Zé Mário errava muito, porém o Botafogo não conseguia transformar as roubadas de bola que obtinha em oportunidades de gol. E o mandante terminou a primeira etapa com 12 bolas levantadas na área (contra apenas quatro do adversário) sem criar uma chance sequer de gol.

Os gols surgem na etapa final

O segundo tempo começou com o Inter mais adiantado que no início da partida. E continuou mais perto de abrir o marcador que o Botafogo. Logo depois de Gabriel chutar forte de fora da área, aos 3, e Muriel espalmar a escanteio, na primeira boa chance alvinegra na partida, o Colorado deu a resposta, com Cassiano, dentro da área, e logo depois Guiñazu, de fora, com a bola em ambos os lances passando com perigo à esquerda de Jefferson.

A equipe gaúcha novamente dominava a partida quando Oswaldo de Oliveira tirou o apagado Fellype Gabriel para a entrada de Cidinho, aos 11. Um minuto depois, Fernandão tirou Cassiano e pôs Forlán em campo. A torcida do Botafogo, que já demonstrava sinais de irritação, tentou incentivar seu time, e foi mais na base da empolgação que o time alvinegro conseguiu outra oportunidade, com Lucas chutando por cima, de dentro da área, aos 17.

Cidinho, Botafogo x Internacional (Foto: Wagner Meier / AGIF)
Cidinho toca para fazer o gol de empate do Bota. Zé Mário pede o impedimento (Foto: Wagner Meier / AGIF)

E quando a equipe carioca se lançou à frente, passava a rondar a área do Inter e animava seus torcedores, Fred recebeu de Muriel na intermediária colorada, avançou e deu belo lançamento para Leandro Damião, que penetrou livre, nas costas de Lucas, dominou a bola e na saída de Jefferson tocou com categoria no canto esquerdo do goleiro alvinegro para abrir o marcador, aos 23.

Com Lodeiro mal em campo, Oswaldo tirou o uruguaio e mandou o jovem Sassá para tentar a reação. Logo depois substituiu Jadson por Jeferson. E o técnico alvinegro mostrou que tem estrela. No primeiro lance de Jeferson, o meia lançou Cidinho, que no meio da zaga colorada, dominou a bola e tocou no canto direito de Muriel para empatar a partida.

Como o empate não servia para ninguém, as duas equipes partiram em busca do segundo, com o Alvinegro mais ofensivo. Mas os contra-golpes do Inter mais uma vez entraram em ação e desta forma o time gaúcho teve um gol bem invalidado, de Forlán, por impedimento, aos 41. Apesar da luta dos dois lados, ninguém conseguiu marcar mais um e ambos perderam a chance de ficarem mais próximo dos quatro primeiros colocados do Brasileirão.

Fonte: g1

 

Tópico: Botafogo e Inter ficam no 1 a 1, e os dois acabam mais longe do G-4

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!