Prefeitura vai apreender mercadoria de feirantes

25/08/2012 11:00

Os feirantes da avenida Alberto Nepomuceno serão transferidos para estacionamento abaixo do viaduto da avenida Presidente Castelo Branco (Leste-Oeste), ao lado do Mercado Central. A partir de hoje, o feirante que insistir em comercializar na via receberá como punição a apreensão de mercadorias. As informações são da titular da Secretaria Executiva Regional do Centro (Sercefor), Luciana Castelo Branco. Ela não informou a data da transferência.

“Quem estiver na Alberto Nepomuceno, seja em ferro ou em pé, meus fiscais estarão autorizados a apreender as mercadorias. A tolerância será zero”, garante a secretária. Além de perder a mercadoria, o feirante será impedido de fazer o cadastro para a transferência, que deve contemplar cerca de 300 ambulantes. “Estou fazendo a parte burocrática. Ainda vamos ver o que cabe lá dentro (do estacionamento). Mas já está certo que eles vão ficar lá”, adianta. A feira deve funcionar nas quartas, quintas, sábados e domingos.

A decisão foi tomada ontem pela manhã, na sede da Sercefor, durante reunião entre representantes dos feirantes e a secretária. “Vai ser uma benção. Tudo numerado e padronizado. O problema está resolvido”, comemora o vendedor ambulante Antônio Martins.

Os representantes se mostraram favoráveis à solução apresentada pela Prefeitura por não apresentar, conforme eles, riscos para as vendas, ao contrário do que aconteceria caso fossem para a rua José Avelino. “Ir para o final da José Avelino é ‘vela preta’ para as vendas”, afirma um ambulante que não quis se identificar.

Outras feiras

Já os ambulantes das ruas Conde D’eu e Sobral, diz a titular da Sercefor, serão autorizados a comercializar na rua Governador Sampaio somente aos domingos, entre 2 horas da manhã e 14 horas. Enquanto isso, os feirantes da rua José Avelino aguardam o período de 45 dias determinado pela Justiça para a desocupação do local.

No último dia 16, feirantes se comprometeram, após reunião com a Prefeitura, a se organizar e ocupar somente a José Avelino, sem atrapalhar o trânsito da área. Ficou acertado que os ambulantes devem se organizar em barracas menores. “Estou dizendo para eles se organizarem, mas o juiz é quem decide se eles continuam ou não lá”, explica a secretária. O Ministério Público solicitou a retirada da feira porque o calçamento da via é tombado pelo patrimônio histórico.

Alguns feirantes da rua José Avelino temem que ocorram represálias ou desentendimentos diante das tentativas de organização da feira. “O pessoal fala até que vai contribuir, mas na hora de diminuir a banca, não aceita”, conta o feirante Robson Ramos, que redigiu um plano de organização para evitar a retirada dos ambulantes do local. “Colocam uma pressão muito forte. Não tem união. O problema está entre os próprios feirantes”, desabafa, mas garante que a maioria está disposta a cooperar.

 

ENTENDA A NOTÍCIA

Após decisão da Justiça, que determinou a saída dos ambulantes da avenida Alberto Nepomuceno, a Sercefor vai transferi-los para estacionamento abaixo do viaduto da avenida Presidente Castelo Branco. Enquanto isso, o futuro da feira da rua José Avelino ainda é incerto.

Serviço

O quê: cadastro de ambulantes para feira do estacionamento

Quem: ambulantes da avenida Alberto Nepomuceno

Onde: Sercefor (rua Guilherme Rocha, nº 175, Centro).

Outras informações: 3252 3081

Tópico: Prefeitura vai apreender mercadoria de feirantes

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!