Sob pressão, Brasil pega Suécia no adeus ao Rasunda

15/08/2012 10:41

Será um jogo em tom de despedida. A última partida entre seleções no estádio onde o Brasil conquistou a sua primeira Copa do Mundo, em 1958. Mas o confronto entre a seleção brasileira de Mano Menezes e a Suécia, nesta quarta-feira, às 15h (de Brasília), no Estádio Rasunda, pode ser mais do que isso. Uma virada de página após a decepção pela perda do ouro olímpico ou combustível para mais críticas em caso de novo insucesso do time canarinho. O confronto será transmitido ao vivo pela TV Globo, Sportv e GLOBOESPORTE.COM. O site também acompanha em Tempo Real.

A partida tem um tom de remodelação. Não de estilo, mas de peças. Um trabalho de transformação na construção da equipe que vai chegar à Copa das Confederações de 2013, no Brasil. Até mesmo o uniforme tem um quê de recomeço. Será uma réplica do utilizado na conquista da Copa de 1958, sem estrelas em alusão aos títulos mundiais.

- Se não tivéssemos esse jogo, o pensamento (na derrota para o México) ficaria por muito mais tempo. Agora temos uma chance para tentar esquecer o que passou. Depois das Olimpíadas precisamos dar sequência no trabalho, num jogo histórico, mas que dentro de campo não terá nada de festa - afirmou Thiago Silva.

A vitória significa um alívio para a comissão técnica. Uma derrota, porém, coloca ainda mais lenha na fogueira de especulações sobre a permanência ou não de Mano Menezes. O presidente da CBF, José Maria Marin, e o diretor de Seleções, Andrés Sanches, deram um voto de confiança ao comandante, que seguirá no comando da equipe mesmo após a perda do título do torneio olímpico.

- O Mano é o treinador da seleção brasileira. Vamos parar de pegar nessa história do treinador. Se tivesse sido campeão, ele não seria o salvador da pátria. E como perdeu, não é o culpado. Todos têm a sua parcela. Os jogadores também precisam saber que devem dar um pouco mais para a Seleção crescer. O trabalho está no caminho certo – disse o dirigente.

Mano Menezes no treino da Seleção Brasileira (Foto: Mowa Press)
Vitória trará alívio para a sequência do trabalho. Por outro lado, resultado negativo pode significar mais lenha na fogueira quanto a especulações sobre permanência de Mano (Foto: Mowa Press)

No confronto desta quarta-feira, os jogadores brasileiros e suecos que participaram da final de 1958 serão homenageados pela CBF e pela confederação local. Pelo lado brasileiro, Pelé, Zito, Pepe e Mazzola viajaram até Estocolmo para receber a honraria e fazer parte do último suspiro do Rasunda em partidas internacionais.

 

Mano coloca Thiago Silva como dúvida para amistoso desta quarta

Thiago Silva no treino da Seleção Brasileira (Foto: Reuters)
Thiago Silva treinou e deve enfrentar a Suécia:
'Dentro de campo, nada de festa' (Foto: Reuters)

Apesar de a equipe estar praticamente confirmada, Mano Menezes preferiu não confirmar o time de maneira definitiva. A dúvida fica por conta de Thiago Silva, que havia reclamado de dores na parte posterior da coxa direita, mas treinou normalmente na última terça-feira.

Com a chegada dos atletas convocados para o amistoso, Mano pôde dar mais experiência à equipe. Fez quatro alterações em relação à base das Olimpíadas. Colocou o lateral-direito Daniel Alves, o zagueiro David Luiz e os volantes Ramires e Paulinho entre os titulares. Sacou Rafael, Juan e Sandro. Marcelo, que sequer viajou para Estocolmo por estar suspenso, é o outro que deixa a equipe.

Com isso, o time titular terá: Gabriel, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Alex Sandro; Rômulo, Paulinho, Ramires e Oscar; Neymar e Leandro Damião.

Camisa 1

A não convocação de um goleiro com idade acima dos 23 anos gerou questionamentos sobre a dificuldade para encontrar um arqueiro já pensando na Copa de 2014.

- Temos algumas posições em que precisamos encontrar jogadores definitivos cada vez em menor número. Não vou falar especificamente do gol. O cuidado de não chamar um novo goleiro foi em função do corte de Rafael, que fizemos durante as Olimpíadas. A intenção era de passar a confiança para quem estava lá. A manutenção do Gabriel no gol nessa partida passa muito por isso.

A seleção sueca tem apenas uma dúvida para a partida desta quarta-feira, a presença do craque da equipe, o atacante Zlatan Ibrahimovic, que se recupera de uma pancada no pé direito. Mas o jogador do Paris Saint-Germain garantiu que fará o possível para ter a chance de atuar pela última vez no Rasunda.

Ibrahimovic, PSG, Coletiva, Suécia (Foto: Agência AFP)
Principal estrela sueca, Ibrahimovic é dúvida para o amistoso (Foto: Agência AFP)

- Eu não quero ficar fora deste jogo. Vamos enfrentar alguns dos melhores jogadores do mundo e quero deixar o Rasunda com boas lembranças - afirmou.

A Suécia terá várias mudanças em relação à equipe eliminada na primeira fase da Eurocopa. As principais delas na zaga, com a saída de Olof Mellberg, que se aposentou da seleção, e no ataque, onde Ola Toivonen deve fazer companhia a Zlatan Ibrahimovic no lugar de Johan Elmander, que se recupera de lesão.

SUÉCIA X BRASIL
Local: Estádio Rasunda, em Estocolmo (Suécia)
Horário: 15h (de Brasília)
Árbitro: Viktor Kassai (Hungria)
Auxiliares: Robert Kispal (Hungria) e Tibor Vamos (Hungria)
Transmissão: Assista ao confronto na TV Globo, Sportv e GLOBOESPORTE.COM. O site acompanha a partida em Tempo Real.

SUÉCIA
Isaksson; Larsson, Granqvist, Olsson e Safari; Wernbloom, Holmen, Elm e Wilhelmsson; Ibrahimovic e Toivonen. Técnico: Erik Hamren

BRASIL
Gabriel, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Alex Sandro; Rômulo, Paulinho, Ramires e Oscar; Neymar e Leandro Damião. Técnico: Mano Menezes.

Fonte: g1

Tópico: Sob pressão, Brasil pega Suécia no adeus ao Rasunda

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!