Timão vence Colorado no Pacaembu em jogo fraco

17/08/2012 06:41

No confronto dos remendados, o Corinthians soube trabalhar melhor seus problemas para seguir crescendo no Campeonato Brasileiro. Desfalcados de suas principais estrelas graças aos amistosos internacionais de seleções marcados pela Fifa, Timão e Internacional faziam um jogo burocrático até que, na única grande chance, os paulistas marcaram e levaram a vitória por 1 a 0, nesta quinta-feira, no Pacaembu.

Sem Paulinho e outros seis jogadores, o Corinthians teve problemas ofensivos durante toda a partida, mas nos pés de Douglas e na cabeça de um zagueiro chegou à vitória. O meia bateu falta com precisão para a área e Paulo André, aos 23 minutos do segundo tempo, garantiu o suado triunfo. O Inter, sem Forlán, Guiñazu e Leandro Damião, só assustou com o estreante Rafael Moura, que marcou, mas em impedimento bem assinalado no primeiro tempo.

O Timão mantém sua fase de ascensão. A equipe dirigida pelo técnico Tite chega a nove partidas sem perder e sobe da décima para a nona colocação, com 24 pontos, só um a menos que o rival São Paulo, que, ao contrário do Corinthians, em nenhum momento poupou seus titulares. Já o Inter volta a perder depois de seis partidas e não consegue entrar no G-4. Os gaúchos seguem em quinto, com 30, um a menos que o rival Grêmio.

O Corinthians tem agora um clássico pela frente: pega o Santos, de Neymar e Ganso, no domingo, às 16h, na Vila Belmiro. Já o Inter tem novo jogo em São Paulo: contra a Portuguesa, no Canindé, também no domingo, às 18h30.

Douglas e Fabricio, Corinthians e Internacional (Foto: José Patrício / Agência Estado)
Fabricio, do Inter, cabeceia, observado por Douglas, do Timão (Foto: José Patrício / Agência Estado)

Desfalques sentidos

A ausência dos principais jogadores foi sentida por Corinthians e Internacional durante todo o primeiro tempo. Não faltou empenho na marcação e vontade em cada lance. Faltou um pouco mais de qualidade. Bem na marcação sobre o característico jogo corintiano e com saídas rápidas para o ataque, o Colorado teve uma leve superioridade, mas sem conseguir transformá-la em vantagem no placar.

O estreante Rafael Moura, aos 42 segundos, marcou de cabeça em impedimento claro e bem marcado pela arbitragem. Muito acionado pelos laterais Fabrício e Nei, o grandalhão deu trabalho à zaga paulista, porém, sem nenhuma grande oportunidade para finalizar. Cássio, em boas e algumas desajeitadas saídas do gol, também ajudou a anular o centroavante.

O Corinthians teve muitos problemas para chegar ao ataque. Martinez mostrou habilidade em algumas jogadas individuais, mas ainda precisa de mais entrosamento com a equipe. Danilo e Douglas estiveram muito abaixo do esperado e quase não criaram. Adilson criou a melhor chance chutando cruzado para Muriel se atrapalhar e defender em dois tempos.

Com o Inter mais fechado, o Timão encontrou muita dificuldade para abrir a defesa. Faltou Paulinho. O substituto dele, Willian Arão, não conseguiu chegar ao ataque com a mesma força. Nem Ralf. Muito menos os laterais Alessandro e Fábio Santos.

Paulo André gol Corinthians (Foto: José Patrício / Ag. Estado)
Paulo André comemora o único gol do jogo (Foto: José Patrício / Ag. Estado)

Bola aérea resolve

Sem grandes opções no banco de reservas, o técnico Tite preferiu manter a formação corintiana no segundo tempo, mas com uma postura mais ofensiva, tentando sufocar o Inter. O Timão usou os primeiro minutos para abafar o adversário. Sem resultado. De perigo mesmo só uma lambança do goleiro Muriel, que quase entregou a bola de presente para Adilson depois de dar rebote.

Percebendo a dificuldade da equipe, o treinador sacou Adilson e colocou o meia Giovanni, fazendo Danilo atuar como centroavante. A alteração não surtiu grande efeito, mas o Corinthians não demorou a chegar ao gol em lance de bola parada. Aos 23, Douglas cobrou falta na medida para o zagueiro Paulo André se antecipar à marcação e desviar de cabeça no canto direito de Muriel.

A reação do Internacional não aconteceu. Fernandão arriscou algumas modificações, mas faltou força ofensiva. Rafael Moura continuou atrapalhando a vida dos zagueiros corntianos, mas sem receber nenhuma bola em condição de marcar.

Fonte: g1

Tópico: Timão vence Colorado no Pacaembu em jogo fraco

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!