Aloísio faz três e dá vitória ao São Paulo sobre o Internacional

As chances remotas de classificação à Libertadores de Inter e São Paulo poderiam indicar um jogo com poucas emoções. Ledo engano. O que se viu neste domingo no Centenário, em Caxias do Sul, foi uma partida aberta, com chances para os dois lados. Mas o Tricolor do Morumbi, graças ao momento iluminado de Aloísio, deixou a cidade gaúcha com os três pontos ao vencer por 3 a 2, em jogo marcado por polêmicas do trio de arbitragem.

Foi farra do ‘Boi Bandido’, apelido de Aloísio. O centroavante foi autor de três gols na partida, sendo dois de pênalti e um em lance de impedimento não marcado. No terceiro, o jogador simulou um microfone com a mão, indicando que pediria música para o Fantástico - clique aqui e veja qual foi a escolhida. Leandro Damião e Jorge Henrique descontaram.

– As coisas estão melhorando. Eu fico feliz pelos gols. Vamos continuar trabalhando. Foi só um passo a mais que nós demos – comemorou Aloísio.

Com o resultado, o Inter segue com 42 pontos, caindo para 10º na tabela do Brasileirão. Já o São Paulo acumula 43, e sobe para nono. As chances de G-4, entretanto, foram praticamente descartadas pelos dois lados.

– São sete jogos para terminar da forma mais digna possível – resumiu Alex.

Na próxima rodada, o Colorado enfrenta o Atlético-PR. A partida será disputada na Arena Joinville, em Joinville, no domingo, às 19h30m.

Aloisio são paulo gol internacional série A (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)
Com três gols, Aloisio foi o nome da partida (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Tarde de Aloísio

O Inter iniciou a partida disposto a mostrar que a eliminação na Copa do Brasil não havia abalado o grupo. Com menos de quatro minutos, os donos da casa já tinham perdido duas oportunidades. Alex, surpresa na escalação, arriscou de fora da área. Rogério Ceni deu rebote. Leandro Damião deixou para trás dois marcadores, mas chutou fraco. 

O desperdício do centroavante teve seu preço. Assim como virou rotina em 2013, quem abriu o placar foi o adversário. Logo no primeiro lance de perigo do São Paulo, gol. Aos nove, Rodrigo Caio deixou Damião deitado e enfiou bola para Aloísio, que estava impedido. A arbitragem nada marcou e, dentro da área, o Boi Bandido dominou e chutou no canto direito de Muriel.

O gol não abalou o Colorado, mas o time abusava da falta de mira. Aos 17, Alex encontrou o camisa 9 livre na área. Era só empurrar para o fundo das redes, mas o centroavante fez o mais difícil e mandou para fora. Só que o centroavante pode se redimir. E Damião assim o fez. Quinze minutos depois, ganhou dividida com Rafael Tolói e arrancou, deixou para trás os marcadores, invadiu a área e chutou sem chances para Rogério: 1 a 1.

Mas a alegria durou pouco. Antes do intervalo, o São Paulo mostrou sua força novamente e recuperou a vantagem. Aos 42, João Afonso derrubou Ademílson na área. Pênalti. Rogério Ceni, que já perdeu três no Brasileirão, não foi bater. A incumbência ficou com Aloísio que, aos 44, não desperdiçou.

Jogo segue eletrizante e lance polêmico

Aloisio são paulo gol internacional série A (Foto: Luca Erbes / Agência Estado)
Defesa do Inter saiu na bronca com arbitragem
(Foto: Luca Erbes / Agência Estado)

Assim como ocorreu no primeiro tempo, o Inter começou a etapa final em cima do São Paulo. Desta vez, no entanto, o time aproveitou e marcou. Logo aos dois minutos, Fabrício cruzou da esquerda. Rogério falhou. A bola sobrou para Jorge Henrique, que só empurrou.  O lance animou os colorados que, dois minutos depois, quase viraram com D’Alessandro. O São Paulo, mais uma vez, não deixou o Inter comemorar. Aos sete, Jorge Henrique derrubou Ademílson na área. Outro pênalti. Aloísio bateu de novo e, mais uma vez, guardou.

O Colorado se atirou para o ataque. E empilhou arremates. Primeiro foi Alex quem emendou uma bomba na trave de Rogério Ceni. Depois, Otávio recebeu dentro da área, mas errou o alvo e chutou para fora. Alex ainda soltou mais um petardo da intermediária, que obrigou o goleiro tricolor a se esticar todo e ceder o escanteio.  Aos 17 minutos, pintura são paulina. Os comandados de Muricy trocaram passes. Rodrigo Caio encontrou Ademílson de cara para o gol, mas acertou o poste. Aloísio quase marcou o quarto de cabeça.

Dois minutos depois, a má fase de Damião voltou a persegui-lo. Desta vez, não foi um lance errado. O centroavante tentou arrancar pela esquerda, mas sentiu a coxa direita e foi direto para o banco de reservas, sendo substituído por Scocco. Um minuto antes, Clemer havia promovido a saída de Alex para a entrada de Caio. E esta troca atrapalhou as articulações coloradas. Pouco antes do final da partida, Muricy colocou Welliton no lugar de Aloísio, que foi ovacionado pelos são paulinos presentes no Centenário.

Aos 34, outro lance complicado de Péricles Bassols. Jorge Henrique recebeu passe dentro da área e foi derrubado. Mas o árbitro, em vez de marcar pênalti, deu falta. D’Ale bateu por cima do gol de Ceni. A marcação irritou os torcedores, que gritaram “ladrão”.

Fonte: g1

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!