Botafogo bate o Vitória e assume a liderança

Seedorf voltou a ser o nome do Botafogo e carregou o time rumo à liderança do Campeonato Brasileiro. Antes da partida, convocou os torcedores a irem ao Maracanã - foram 14.825 pagantes (19.075 presentes), com uma renda de R$ 635.540. Em campo, organizou o time, acalmou e confortou os companheiros em momentos difíceis (como quando Lodeiro saiu vaiado no segundo tempo) e, mais importante, deu dois belos passes para os gols nos 2 a 0 sobre o Vitória, no Maracanã, pela décima rodada do Brasileiro.

Vitinho e Elias marcaram para o time de Oswaldo de Oliveira, que chegou aos 20 pontos, os mesmos do Coritiba, mas superando os paranaenses no número de vitórias. Já a equipe baiana ocupa a sexta colocação, com 15 pontos. Pode ser ultrapassada pelo Vasco nesta noite.

Seedorf pediu aos torcedores que ficassem ao lado do time, que comparecessem aos jogos para dar apoio. Mas o alvinegro que decidiu ir ao Maracanã teve dor de cabeça. Assim como aconteceu na quarta-feira, na partida entre Fluminense e Cruzeiro, torcedores tiveram dificuldades para entrar no estádio momentos antes da partida. Longas filas se formaram com alvinegros querendo comprar ou trocar seus ingressos, e alguns chegaram a desistir e voltaram para casa. Mais próximo ao horário marcado para o início da partida, bilheterias extras foram abertas para agilizar o fluxo, mas ainda assim muitos torcedores só conseguiram chegar a seus lugares com o jogo em andamento.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrenta o Vasco no clássico carioca no Maracanã, domingo, às 18h30m. O Vitória, que nesta quinta teve a torcida do ator Wagner Moura na arquibancada, recebe a Portuguesa, no Barradão, no mesmo horário.

Vitinho gol Botafogo x Vitória (Foto: Cezar Loureiro / Agência o Globo)
Jogadores comemoram com Vitinho o primeiro gol do Botafogo (Foto: Cezar Loureiro / Agência o Globo)

Bela jogada e gol de Vitinho

Se muitos torcedores demoraram a conseguir acesso ao estádio, em campo o time, como que em solidariedade, levou também alguns bons minutos até se ajustar no jogo. Foi um primeiro tempo de poucas chances, com quatro finalizações alvinegras e apenas uma do Vitória. O time baiano marcava forte e apostava na estratégia preferida das equipes que jogam fora de casa: fechadinho atrás, com saídas rápidas. No caso, a formação ofensiva com Renato Cajá, Maxi Biancucchi e Dinei justificava a escolha. Ainda assim, a defesa do Botafogo, credenciada como a segunda melhor do campeonato (apenas oito gols sofridos), segurou bem qualquer investida do adversário e passou por poucos apuros. No mais importante, já no fim do primeiro tempo, Jefferson fez grande defesa em chute forte de Dinei.

Para encontrar espaços na defesa do Vitória, o Botafogo precisava caprichar nos passes e jogar em velocidade. Mas Seedorf, Lodeiro e Vitinho não falavam a mesma língua. Quando se entenderam, saiu o gol. E um belo gol. A jogada começou com o uruguaio na intermediária e chegou a Gabriel, que aparecendo como elemento surpresa deu passe preciso para Seedorf em profundidade na área. O holandês poderia até bater no gol, mas mostrou frieza ao buscar Vitinho mais bem colocado, para apenas empurrar para a rede.

No intervalo, o meia parou para dar entrevistas, mas foi abordado por Seedorf, que retirou o jogador e o levou para o vestiário. O que parecia rebeldia era apenas um ato protetor.

- Primeiro os três pontos, depois conversa com vocês, como estou fazendo agora. Não gosto dessa ênfase sobre o Vitinho. Ele tem que crescer muito ainda, tem que melhorar muito. Mas fez um ótimo jogo para ajudar o time a conquistar os três pontos. Ele foi bem, mas ainda tem que evoluir muito - disse.

Maxi Biancucchi Vitória x Botafogo (Foto: Dhavid Normando / Futura Press)
Apagado: Maxi Biancucchi é cercado por Bolívar e Dória (Foto: Dhavid Normando / Futura Press)

Seedorf encontra espaço e brilha

O jogo ganhou ritmo mais intenso na volta do intervalo. Em 15 minutos, houve chances de gols para os dois lados. Primeiro, Wilson salvou cabeçada perigosa de Lodeiro, depois o Vitória ficou pedindo pênalti de Dória em Renato Cajá quase na pequena área, em jogada de contra-ataque. Logo em seguida Seedorf acertou um chute com estilo que passou raspando a trave, e Rafael Marques e Lodeiro desperdiçaram boas chances diante do goleiro do time baiano.

Seedorf começou a encontrar mais espaços para jogar e, assim, a exibir seu cardápio de passes precisos. Depois de criar duas boas oportunidades, foi o coautor do segundo gol, marcado por Elias - que, assim como em seu primeiro gol com a camisa do Botafogo, havia entrado poucos minutos antes. A jogada começou na intermediária, em uma tabela com Marcelo Mattos, e terminou em assistência milimétrica para o atacante dentro da área. Golpe de mestre, certeiro e fatal. Vitória do Botafogo e liderança do Brasileiro garantida. Após a partida, os jogadores foram em direção à arquibancada saudar a torcida.

Bilheteria Maracanã Botafogo x Vitória (Foto: Thales soares)
Longas filas foram formadas antes do jogo, e torcedores chegaram a desistir do jogo (Foto: Thales Soares)
Fonte: g1

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!