Ceará perde para Ponte Preta em Campinas e se distancia do G4

A festa da Ponte Preta o Estádio Moisés Lucarelli foi completa, neste sábado. Com seu recorde de público no Campeonato Brasileiro da Série B (10.412 pagantes), o time de Campinas emplacou a quinta vitória seguida ao atropelar o Ceará, por 3 a 1, e assumiu a liderança pela primeira vez. O duelo foi válido pela 26.ª rodada. A Rádio FI transmitiu este duelo em parceria com a Rádio Assunção de Fortaleza.

O resultado e o bom número de 43 gols marcados fizeram a Ponte ultrapassar o Avaí - que bateu o Boa Esporte por 2 a 0 e chegou aos 39 gols -, e pular para a ponta. Agora, o time tem 49 pontos, mesma dos avaianos, e abriu seis de diferença para o quarto colocado, que é o próprio Ceará. O Vozão, por outro lado, vê Joinville e Vasco abrirem quatro pontos de distância no G4.

 

Além de encabeçar a Série B, os campineiros também ratificam o grande momento que vivem sob o comando do técnico Guto Ferreira. O treinador ostenta um aproveitamento de quase 80%. São 13 jogos, com dez vitórias, um empate e duas derrotas. Para chegar a meta de 65 pontos estipuladas para o acesso, faltam cinco vitórias e um empate em 12 jogos.

 

VITÓRIA COM PROPRIEDADE
Mesmo jogando fora e com a torcida contra, o Ceará tentou marcar a saída de bola da Ponte Preta. A tática até deu certo por alguns minutos e o Vozão chegou a assustar. No entanto, logo a Macaca dominou o meio-campo, com invertidas de bola e velocidade nas costas dos laterais.

Depois de criar algumas boas chances, o time campineiro finalmente chegou ao primeiro gol aos 20 minutos. E graças a uma linda jogada do meia Adrianinho. O camisa 10 recebeu na intermediária, carregou com liberdade e soltou uma bomba. A pelota entrou no ângulo direito do goleiro Luís Carlos.

O golaço do ídolo alvinegro abriu as portas para a Ponte construir uma vitória com propriedade. Mantendo a intensidade, sempre exigida por Guto Ferreira, o time paulista não demorou a chegar ao segundo. Aos 27 minutos, o lateral João Paulo cruzou da esquerda e o zagueiro Wellington Carvalho, na tentativa de cortar, fez contra.

O resultado parcial, até então, refletia o domínio da Alvinegra naquele momento da partida. O resultado do primeiro tempo até poderia ser mais confortável, caso o atacante Cafu caprichasse na finalização. Aos 45 minutos, o atacante Alexandro fez o pivô e Cafu, na cara do gol, chutou no travessão.

ATUAÇÃO SEGURA
Na segunda etapa, a Ponte praticamente sacramentou esta importante vitória, logo aos quatro minutos. Cafu recebeu na meia lua e foi derribado pelo zagueiro Sandro. Na cobrança da falta, João Paulo soltou uma bomba e a bola entrou como um míssil em cima do goleiro.

 

Como já era de se esperar, após marcar o terceiro gol, os paulistas diminuíram o ritmo do jogo e trataram de se fechar na defesa. A intenção era claramente pegar o Ceará desprevenido na velocidade de Cafu e Alexandro.

Conforme o tempo passou, a Ponte passou claramente a administrar o resultado. Tanto que entraram o volante Adilson Goiano, o zagueiro Raphael Silva e o atacante Anderson Bartola nas vagas de Adrianinho, Gilvan e Thomás, respectivamente. No final, aos 47, o zagueiro Sandro diminuiu, de cabeça, para os cearenses.

PRÓXIMOS JOGOS
Ma próxima terça-feira, às 20h30, a Ponte Preta volta a campo para enfrentar o Paraná, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Enquanto isso, o Ceará vai até Goiânia encarar o Vila Nova, no mesmo dia, às 19h30, no Estádio Serra Dourada.

Fonte: futebol interior


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!