Ceará vence América-RN no Castelão e cola no G4

Ainda não foi dessa vez que o Ceará retornou ao G-4 da Série B, mas o time conquistou uma importante vitória, ontem, no Castelão, após três tropeços.

O Alvinegro venceu o América/RN por 2 a 0, chegou aos 43 pontos, e diminuiu para apenas um ponto a distância para o G-4, com o empate do Vasco (4º) diante do Sampaio Correa.

Na próxima rodada, no sábado, 27, o Vovô visita a vice-líder Ponte Preta, às 16h10, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), em um confronto direto na luta pelo acesso.

Como geralmente acontece nesta Série B, no Castelão, o Ceará precisou tomar a iniciativa da partida encarando um adversário bem retrancado.

Assim, o Vovô teve muita dificuldade para encontrar espaços e chegar ao gol de Andrey até a metade do 1º tempo.

Já o time potiguar, ao contrário, se defendia bem e ainda chegava com perigo ao gol, criando as duas melhores chances do jogo até então, ambas com Arthur Maia, em dois chutes de longe que assustaram Luis Carlos.

A primeira chance do Vovô, contudo, só aconteceu ao 25 minutos, em lance que por pouco não resultou em gol: Bill acertou uma bicicleta para a pequena área; Wellington e Lulinha, tentaram a finalização perto da linha de gol, mas a defesa afastou.

A equipe do técnico Sérgio Soares ensaiou uma pressão, e aos 27min, Ricardinho cobrou falta e Bill desviou por cima.

Um minuto depois, Nikão invadiu a área e acabou derrubado por Jean Cléber e árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Ricardinho acertou o canto oposto do goleiro e fez 1 a 0.

O camisa 8 do Vovô comentou a função como novo cobrador de pênalti no posto de Magno Alves, que desperdiçou quatro penalidades neste ano.

"Só erra quem bate, quem dá cara a tapa. Parece fácil chegar lá e fazer, mas na hora o gol diminui, o goleiro cresce... Ninguém erra porque quer. Mas foi importante converter e ajudar a equipe", disse ele.

Dois minutos depois, o alvirrubro Thiago Dutra chegou forte em Lulinha e foi expulso. Com a vantagem no placar e em número de jogadores em campo, o Ceará se tranquilizou e continuou criando boas chances de ampliar. Aos 37min, após troca de passes, Bill recebeu na área e finalizou, mas Andrey salvou.

Ao fim do primeiro tempo, Ricardinho reforçou a necessidade de manter a concentração, mesmo com a vantagem. "Tivemos algumas chances, que não aproveitamos. A gente tem que saber que apesar da vantagem não tem nada ganho, e voltar para o segundo tempo com bastante atenção", disse o meia.

Alívio

E Ricardinho tinha razão. O jogo estava longe de estar decidido, e o Ceará precisou controlar a insegurança e a pressão alvirrubra no segundo tempo.

Mesmo com um jogador a mais em campo, o Vovô passou maus bocados e por pouco não sofreu o gol de empate.

Sentindo que precisava mudar o panorama do jogo, o técnico alvinegro Sérgio Soares reforçou a marcação no meio campo.

E deu certo. O time equilibrou o jogo, criou boas chances - Magno Alves perdeu gol incrível - e finalmente, aos 39 minutos, o segundo gol saiu: Souza deu passe genial para Bill finalizar: 2 a 0.

O técnico Sérgio Soares resumiu o sentimento após o jogo. "Essa vitória era fundamental. Tínhamos de vencer de qualquer maneira", afirmou.

Fonte: dn


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!