(ELMANO X ROBERTO CLÁUDIO) Cid afirma que prefeita é empecilho

Ao anunciar dedicação exclusiva à campanha de Roberto Cláudio, governador começa acusando Luizianne

O governador Cid Gomes encaminhou, ontem, a Assembleia Legislativa, pedido de licença para tratar de interesse particular, até o próximo dia 28. O documento foi assinado durante entrevista coletiva, na qual explicou as razões da sua atitude. Disse que vai defender nas ruas a candidatura de Roberto Cláudio porque quer na Prefeitura alguém disposto a parcerias e não quem esteja o tempo inteiro criando dificuldade para as obras que o Estado deseja fazer na Capital.


Cid levou para o espaço da entrevista o seu cachorro de estimação, a quem vez por outra retribuía a atenção. O vice-governador Domingos Filho, ontem mesmo, assumiu a chefia do Executivo estadual.

Sem rodeios disse que atualmente a Prefeitura dificulta a realização de várias obras do Estado na Capital. A razão concreta para isso não sabe, mas admite que se deva a vaidade. Para ele a prefeita Luizianne Lins é "vaidosa demais, é arrogante demais, é personalista demais e nada que não seja um espelho para ela tem valor. O que tem valor para ela é um espelho que projete a imagem dela. Tudo mais pra ela não tem valor".

Revelou ainda Cid Gomes que há muito tempo gostaria de dizer isso, mas em respeito ao povo cearense, ao povo de Fortaleza e em nome da busca de uma convivência, que considera é essencial para se trabalhar as coisas evitou falar. Como governador evitava falar, mas ontem fazia isso porque estava licenciado. Informou que o Estado tem uma série de obras que pretende fazer em Fortaleza e espera que o próximo prefeito não crie dificuldade e com Roberto Cláudio tem certeza de que não vai ter dificuldade.

Autonomia

Para ele isso não é avançar na autonomia do Município porque quem é governador tem que fazer no Estado inteiro. Lembrou que tem feito policlínicas em todo o Estado e não conseguiu fazer ainda em Fortaleza por falta de interesse do Município, mas não foi só nessa área que enfrentou dificuldades.

Apesar das críticas à prefeita Luizianne Lins assegurou que não tem nenhum problema com o PT, lembrando que o Partido dos Trabalhadores é seu aliado histórico, não apenas das duas eleições em que foi candidato a governador, mas em duas eleições de Lula, a eleição da presidenta Dilma Roussef e duas eleições em que foi candidato a prefeito em Sobral. "Pelo meu desejo essa parceria continuará a nível federal, continuará a nível estadual e continuará nos municípios do Estado do Ceará", destacando que participou da campanha de vários candidatos do PT a prefeito. Como exemplo citou os municípios de Barbalha, Itapipoca e Sobral.

Quanto a Fortaleza disse que há uma "incompatibilidade insanável" pelo processo que aconteceu. Informou que foi ao Lula e esclareceu, o presidente do PT esteve aqui, foi feito um pacto de fazer um campanha em alto nível e "é isso que estamos procurando fazer". Disse ainda o governador que em Fortaleza, "infelizmente" não dava mais para manter essa aliança por divergências de ideias, estilo administrativo e outros problemas.

Ele revelou que muita coisa deixou de ser feita em Fortaleza, pelo Governo do Estado, porque a administração da prefeita Luizianne Lins criou dificuldade. Outras tantas tiveram o cronograma atrasado por causa das dificuldades. Como exemplo citou o caso do estaleiro e nada foi feito no local onde seria a obra.

Lembrou o governador que o Projeto Vila do Mar era do Estado e a prefeita pediu para entregar para a prefeitura e o governo entregou. "Tudo que a Luizianne me pediu eu fiz e não tive a mesma contrapartida ao longo desses seis anos em que eu sou governador e ela prefeita".

Outro pedido feito pela prefeita e foi atendido foi a Estação Ferroviária João Tomé, onde nada foi feito até agora. Para o Aquário todo tipo de obstáculo que era possível foi colocado. Citou outros casos e falou de dificuldades até para a construção de conjuntos habitacionais. "Tudo que o Estado vai fazer é uma dificuldade das maiores". Lembrou que a prefeitura chegou a mandar um ofício para fechar uma UPA porque o terreno não era adequado e o terreno teria sido doado pela prefeitura.

Cid Gomes disse que não sabia explicar porque isso acontecia. "Não conseguem fazer, não sei por que e não querem que os outros façam. Infelizmente é essa a conclusão que eu chego. E, conviver com isso mais quatro anos, mais oito anos, em Fortaleza, eu acho que é um grande atraso e é meu dever cívico me dedicar e procurar ter uma administração que realmente compreenda a importância de aproveitar as oportunidades".

Elogiou o Governo Dilma dizendo que é republicano, que faz as coisas por meio de edital, oferecendo oportunidade a todos e da mesma maneira procede o governo estadual. Lembrou que o Estado tem um convênio com o BNDES e oferece uma creche para cada creche construída pelo Município. Desse programa 28 municípios cearenses estão sendo beneficiados.

Respeito

Ao ser lembrado das declarações da prefeita, domingo último, que ao se referir à licença dele disse que o Estado merece respeito, Cid disse concordar em gênero, número e grau. "Agora, a Luizianne não respeita Fortaleza porque não gosta de trabalhar e passa o tempo fazendo confusão. Isso não é respeitar Fortaleza, sinceramente".

Sobre o fato de se licenciar com a seca que assola o interior do Estado disse que o vice-governador Domingos Filho vai ficar no Governo. Já assumiu várias vezes e não vai haver problemas em função das medidas adotadas, lembrando que apesar de termos uma grande seca os efeitos são diferentes, não se registrando invasões, saques e bloqueio de estradas, por exemplo.

Ele considera o ex-presidente Lula a maior liderança política brasileira, considerando o apoio dele muito importante, mas não é ele (Cid) nem Lula quem vai governar a cidade. Cid se integrará totalmente à campanha de Roberto Cláudio, vai fazer panfletagem nas portas de fábricas, canteiros de obras, procurar espaços nas emissoras de rádio e televisão, participar de reuniões, carreatas, enfim, tudo que for possível em prol do candidato.

Petista atribui as acusações a desespero de campanha

A prefeita Luizianne Lins lamentou as declarações do governador Cid Gomes, afirmando tratar-se de "baixaria". "Só posso colocar isso numa situação de desespero em relação à candidatura do candidato do governador. Não vejo outro tipo de explicação", pontuou.


Luizianne diz que o Governo pressionava para conseguir licenças para obras sem atender as exigências legais estipuladas pela administração.

A troca de farpas entre os gestores começou quando Luizianne Lins reprovou a decisão do governador de se licenciar por uma semana da sua função para se dedicar à campanha de Roberto Cláudio (PSB), enquanto o Ceará passa por um forte período de estiagem. "Continuo achando ainda que num momento onde o Ceará passa por um problema gravíssimo de seca é muito esquisito o governador tirar férias para poder fazer a campanha do candidato dele à Prefeitura de Fortaleza", reiterou, alegando que jamais poderão falar que no momento em que Fortaleza precisou da prefeita, ela se ausentou em férias para fazer campanha.

Para Luizianne Lins, essas críticas, vindas do governador é porque ele acreditava que a Prefeitura era só de "enfeite" e que todo pedido vindo do Governo do Estado seria aceito. Segundo a prefeita, o Governo do Estado exigia tratamento diferenciado da Prefeitura, principalmente em relação aos licenciamentos para obras do Estado.

"Queriam obras que não tinham condição de serem licenciadas que fossem licenciadas na marra, como é o caso do estaleiro e, de fato, isso nós não fazemos. Não fazemos obra graciosa, não consideramos que Fortaleza seja uma secretaria de despacho do Governo do Estado e por isso eu sempre me impus, talvez por isso ele esteja me impingido todas essas críticas, baixaria, de baixo galão, coisa que eu não esperava do governador Cid Gomes", declarou.

Luizianne Lins alegou que o fato de ter sido aliada do governador não significava que todas as obras que o governador "quisesse fazer na marra" em Fortaleza ela teria de concordar. Para a prefeita, é temeroso, hoje, eleger qualquer candidato a prefeito ligado ao governador, sob pena, segundo ela, das obras da cidade serem "atropeladas" sem licença ambiental e sem nenhum tipo de estudo sobre se a cidade precisa.

Pressionada

Uma das obras que, de acordo com ela, a Prefeitura sofreu pressão para licenciar, foi o Centro de Eventos. "Toda hora a gente era pressionado para aprovar licenças sem o Centro de Eventos estar adequado até hoje. As alças não foram construídas, a acessibilidade para os portadores de deficiência não estão lá, e em Fortaleza nós aprendemos a licenciar obras corretamente e não licenciar obras por pressão de nenhum governante", disse.

Sobre o fato de o governador ter dito que sempre teve dificuldades em fazer algo por Fortaleza, censurando atrasos em projetos como os da Copa, Luizianne alega que foi por causa da Prefeitura que o Castelão começou a ser reformado, já que precisava o Estádio Presidente Vargas (PV) estar concluído para que abrigasse o campeonato estadual do ano passado. "Mais uma vez é a tentativa do governador do Estado de passar por cima de todo mundo. Parece que essa família Gomes acha que é soberana, que manda em todo mundo do Estado do Ceará, mas em mim não".

Comparar

A prefeita avalia que quando fez uma aliança com Cid Gomes acreditou e apostou na liderança do governador, entendendo que ele tem uma vivência muito grande da política do Interior, mas por outro lado não conhece Fortaleza. "Acho que de fato eles desconhecem Fortaleza e desrespeitam a nossa cidade, desrespeitam profundamente a história de Fortaleza. Eles querem comparar Fortaleza com a cidade que eles nasceram e com todo respeito ao povo de Sobral, eu quero dizer que Fortaleza não será o quintal de Sobral".

Sobre a vinda do ex-presidente Lula, hoje, a Fortaleza, para um ato em favor da campanha de Elmano de Freitas (PT), Luizianne ressaltou que Lula é uma liderança incontestável e a presença dele na Capital significa um apoio muito concreto ao candidato do PT e disse que ele será um grande companheiro em um de Elmano no futuro.

Fonte: dn

Tópico: (ELMANO X ROBERTO CLÁUDIO) Cid afirma que prefeita é empecilho

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!