Escrivã do 30º DP é acusada de matar advogada na Cidade dos Funcionários

Uma escrivã do 30º Distrito Policial (DP) está sendo acusada de ser a mandante do homicídio de uma advogada no último mês de junho. O crime ocorreu no bairro Cidade dos Funcionários e ganhou repercussão na Capital.

A advogada foi morta dentro do próprio escritório.

O inquérito presidido pelo delegado Franco Pinheiro concluiu que o autor dos disparos seria o amazonense Carlos Clei Rebolças Rocha, de 33 anos. O acusado está foragido, mas a suspeita de ser mandante do crime, Regina Lúcia de Amorim Gomes, de 54 anos, se apresentou à Delegacia das Capturas na última terça-feira (31).

Motivação

A escrivã movia uma ação que exigia os bens de uma pessoa que já morreu. A ação era movida contra a esposa do falecido, que a advogada Danielle defendia. Regina percebeu que iria perder a ação e teria mandado o amazonense matar a advogada.

Caso

A advogada criminalista Danielle Ximenes foi assassinada dentro do próprio escritório em junho de 2012.Os três disparos atingiram a mão, o peito e o ombro vítima, que ainda foi socorrida e encaminhada a um hospital particular, mas não resistiu aos ferimentos.

Fonte: dn


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!