Goiás faz 3 x 0 no Vasco e afunda ainda mais o time carioca

O fim da Série A do Brasileiro ainda está a 18 rodadas de distância, mas, se com nove pontos a mais do que o Vasco, a situação do Goiás ainda é preocupante, a dos cruz-maltinos beira o desespero. No Serra Dourada, houve polêmica, reclamações da arbitragem, duas expulsões, dois pênaltis contra os cariocas mas, no fim das contas, a despeito das polêmicas, a derrota por 3 a 0 (dois de Erik, de pênalti, e um de Zé Love, de bicicleta) representou mais um passo rumo a um abismo cada vez mais próximo - a Série B. Os cruz-maltinos buscam repetir justamente o feito dos goianos em 2003, quando conseguiram escapar da degola após terminar o primeiro turno na lanterna - mas na época eram 24 equipes, ou seja, mais jogos para a recuperação.

PANORAMA

O Vasco receberá o Figueirense no Maracanã no próximo sábado, às 18h30, pela 21ª rodada. O time é o lanterna do Campeonato Brasileiro e vive situação dramática com somente 13 pontos na tabela, sete a menos que o primeiro time fora da zona de rebaixamento. O Goiás, por sua vez, também vive momento complicado, mas respira com a vitória ao alcançar 22 pontos e deixar o Z-4 - ocupa, agora, a 15ª posição, pelo menos até este domingo, quando ainda pode ser ultrapassado pelo Figueirense, que recebe o Sport. A equipe volta ao gramado pelo Brasileiro no próximo domingo, às 18h30, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada.

COPA DO BRASIL E SUL-AMERICANA

Antes de retomar a luta contra a degola no próximo fim de semana, o Vasco busca uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. O adversário é o Flamengo, mas o time de São Januário tem vantagem: venceu a primeira partida por 1 a 0. O clássico decisivo será na quarta-feira, às 22h, no Maracanã. O Coritiba, no mesmo dia, mas às 19h30, recebe no Couto Pereira o Grêmio. Pela Copa Sul-Americana, o Goiás receberá na terça-feira, às 21h15, no Serra Dourada, o Brasília. No jogo de ida, empate sem gols.

OS NOVENTA MINUTOS

O Vasco começou procurando manter a posse de bola, mas se deparou com um Goiás objetivo. E eram muitos erros. Quatro minutos, gol dos anfitriões. Gol, não. Golaço. De bicicleta, Zé Love, que pouco depois teria outra chance. Aos 10, a oportunidade foi de Erik, que mandou na trave. Em seguida, pênalti - e polêmica. Um puxão de camisa de Christiano em Bruno Henrique, motivo para o árbitro marcar. Erik cobrou e ampliou: 2 a 0. Jorge Henrique, do Vasco, resolveu ajudar - o Goiás. Cartão vermelho - igualmente polêmico. A partir daí, o time da casa pareceu satisfeito com o placar.

O Vasco voltou mais concentrado e com maior ímpeto. Não faltou esforço, Jorginho tentou John Cley e Herrera, mas o time pouco criou. Para piorar, Rodrigo empurrou um rival na área e, como já havia recebido cartão amarelo, acabou sendo expulso. Mais um pênalti para cobrança de Erik, que não perdoou: 3 a 0.

Fonte: g1


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!