Iraniano Farhad Marvizi é condenado a 20 anos de prisão em regime fechado

O iraniano Farhad Marvizi foi condenado a 20 anos de prisão em regime fechado por tentativa de homicídio qualificado. A decisão proferida pelo juiz Danilo Fontelene Sampaio, titular da 11ª Vara Federal, no início da noite desta terça-feira (23), é a pena máxima possível pelo crime cometido.

Assim, Farhad já está a caminho do presídio de segurança máxima de Mossoró/RN, onde cumprirá a pena.

Julgamento

O iraniano foi condenado em juri popular pelo crime cometido contra o Auditor Fiscal José de Jesus Ferreira. Na sentença, ficou estabelecido o retorno de Marvizi para o Rio Grande do Norte. O crime foi considerado triplamente qualificado, tendo em vista o motivo fútil, ter sido um crime pago e que não deu chance de defesa à vítima.

Entre as provas, foi apresentado um vídeo de um dos supostos parceiros do iraniano, o comerciante Carlos José Medeiros Magalhães, encontrado morto dias após prestar depoimento à Polícia Federal. No vídeo, o comerciante confessa a participação no crime e afirma que o iraniano foi o mentor intelectual da ação, ressaltando os valores pagos por Farhad Marvizi.

O julgamento continuou com os advogados do réu realizarem a defesa.

O caso

O iraniano está preso desde agosto de 2010, quando a Polícia Federal deflagrou a operação "Canal Vermelho", que resultou na prisão de  Marvizi e de outros acusados de ter envolvimento com a quadrilha.

O empresário iraniano contratou pistoleiros para matar o auditor José de Jesus Ferreira. Além da tentativa de homicídio, Marvizi ainda é acusado de envolvimento em outros crimes e já foi condenado anteriormente a 128 de prisão por evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Tópico: Iraniano Farhad Marvizi é condenado a 20 anos de prisão em regime fechado

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!