Palmeiras e Flamengo empatam em mais um jogo de erros de arbitragem

O Palmeiras conseguiu uma ótima reação e empatou com o Flamengo depois de estar perdendo por 2 a 0 na noite desta quarta-feira (17), no Estádio do Pacaembu. Com a força da torcida, o time de Dorival Jr. reagiu com gols de Diogo e Victor Luis. O placar foi aberto com gols de Canteros e Alecsandro.

Mesmo assim, o resultado conquistado na raça deixa o time paulista com 22 pontos e novamente na zona de rebaixamento. Isso porque o Coritiba bateu o São Paulo, por 3 a 1, e o Bahia passou pelo Botafogo, com 3 a 2. A equipe de Vanderlei Luxemburgo, por sua vez, segue na 10ª colocação, com 29 pontos.

Agora, na próxima rodada, os flamenguistas voltam para o Rio de Janeiro para disputar o clássico diante do Fluminense, no domingo, às 16h. Já o Palmeiras vai para o Serra Dourada enfrentar o Goiás, às 18h30 de domingo.

Fases do jogo: O Palmeiras começou mal o jogo, especialmente pelo sistema tático escolhido por Dorival. O meio não criava, não combatia e deixava um time sem organização, com Henrique sem nem tocar na bola. O Flamengo ainda aproveitou duas falhas individuais para sair à frente. A primeira, de Juninho, que deixou a bola sozinha na área, e a segunda, com Deola, que saiu mal e ainda viu Eduardo ajeitar a bola com a mão para completar. 

No segundo tempo, o Palmeiras voltou melhor e deu a sorte de conseguir um gol logo aos 2 minutos. Diogo aproveitou um estourão de Lúcio e falha de Léo Moura para chutar cruzado e diminuir a vantagem. A torcida passou a jogar junto, o time alviverde pressionou e fez o Flamengo recuar, inclusive com a entrada de Luiz Antônio. Valdivia, no entanto, encontrou a brecha no sistema e deu belíssimo passe para Victor Luís, que encheu a bomba e contou com a ajuda do travessão para empatar.  

O chileno, no entanto, foi infantil ao reagir à série de agressões que sofreu durante a partida com um pisão em cima de Amaral. Foi expulso e praticamente enterrou as chances de uma virada. Mais do que isso, o Flamengo dominou o jogo e só não conquistou a vitória por causa da trave.

O melhor: A torcida palmeirense. O jogo foi marcado por vaias no primeiro tempo, mas a torcida não desistiu e esteve ao lado de sua equipe no segundo tempo inteiro, sendo fundamental para a reação.

O pior: Juninho. O jogador foi improvisado como volante, mas falhou muito tanto na marcação quanto na saída de bola. Ele falhou feio no primeiro gol do Flamengo e fez o time sentir bastante o mau momento. 

O toque dos técnicos: Dorival Jr. apostou em uma formação inovadora que falhou nos 45 minutos iniciais. Com Cristaldo, Diogo e Mouche no meio e Henrique à frente. O meio-campo palmeirense foi ineficiente, Henrique não tocou na bola e o time só reagiu quando ele mexeu e colocou Allione e Valdivia. Já Vanderlei apostou na manutenção do esquema que venceu o Corinthians e conseguiu bons frutos no primeiro tempo. No segundo, sentiu a pressão palmeirense, recuou o time ao tirar Eduardo e colocar Luiz Antônio. Amaral, que entrou no intervalo, grudou em Valdivia. O chileno, no entanto, conseguiu espaço para dar a assistência para Victor Luis. Luxa percebeu o erro, colocou Elton no lugar de Araújo e tentou recompor o sistema.

Para lembrar

Sai, zica! Diogo não marcava um gol há um ano. No que iniciou a reação palmeirense desta vez, ele aproveitou estourão de Lúcio e se livrou do jejum que incomoda qualquer atacante.

Larga do meu pé! Victor Luis, autor do segundo gol da partida, havia desabafado numa rede social na noite de terça-feira. Torcedores começaram a usar uma foto dele na balada no meio do ano e tentaram colocar a fama de baladeiro no garoto da base. No gol, ele foi para a torcida e bateu no peito.

Bela estreia. João Pedro fez sua primeira partida entre os profissionais do Palmeiras. O garoto de 17 anos não se intimidou, foi para cima do adversário, fez belos dribles e funcionou bem também para a defesa.

Perseguição. Márcio Araújo foi substituído por Elton no segundo tempo e relembrou os tempos em que defendia o Palmeiras: saiu do Pacaembu muito vaiado.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 2 FLAMENGO


Data: 17 de setembro de 2014, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Público pagante: 19.350 pessoas
Renda bruta: R$ 464.752,50
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: José Javel Silveira e José Eduardo Calza (ambos do RS)
Cartões amarelos: Juninho (PAL); Cáceres, Canteros, Chicão e Alecsandro (FLA)
Cartão vermelho: Valdivia (PAL)
Gols: Canteros, aos 12 min do 1º T e Alecsandro, aos 31 min do 1º T; Diogo, aos 2 min do 2º T, e Victor Luis, aos 23 minutos do 2º T

PALMEIRAS: Deola; João Pedro, Lúcio, Nathan e Victor Luis; Juninho e Renato; Mouche (Valdivia), Diogo e Cristaldo (Patrik Vieira); Henrique (Allione)
Técnico: Dorival Jr.

FLAMENGO: Paulo Victor; Léo Moura, Chicão, Wallace e João Paulo; Cáceres (Amaral), Márcio Araújo (Elton), Canteros e Everton; Eduardo da Silva (Luiz Antônio) e Alecsandro
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Fonte: uol


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!