Palmeiras goleia Chapecoense e deixa Z4

Henrique conheceu na noite desta quinta-feira como é ir do inferno ao céu em poucos minutos. No primeiro tempo, perdeu chance incrível, sem goleiro. No segundo, o atacante marcou três gols e foi o nome da vitória do Palmeiras por 4 a 2, de virada, sobre a Chapecoense, no Pacaembu, resultado que tirou o Verdão da zona de rebaixamento. A equipe subiu ao 15º lugar, com 28 pontos, e não volta mais ao Z-4 na rodada. Os catarinenses têm a mesma pontuação, mas estão uma posição abaixo e com uma vitória a menos.

A partida foi muito movimentada no Pacaembu. A Chape abriu o placar com Leandro – que fez outro no fim – e desperdiçou outras grandes oportunidades de aumentar até os primeiros momentos da etapa final. De repente, o Palmeiras começou a jogar. E construiu a vitória em menos de 20 minutos, com Wesley e os três gols de Henrique, lavando a alma dos torcedores – e dando a esperança de que a situação pode melhorar. Já para o adversário, fica a velha lição do futebol: quem não faz, toma.

O Verdão volta a campo na próxima quarta-feira para enfrentar o Botafogo, às 19h30, no Maracanã. Na quinta, às 20h30, a Chapecoense recebe o Internacional, na Arena Condá.

O jogo

Dorival Júnior bancou a permanência de Henrique como titular. Mas bastaram 13 minutos para ele irritar os torcedores. Após linda troca de passes entre Valdivia e Diogo, o camisa 19 recebeu na área, mas chutou fraco, e Rodrigo Biro salvou em cima da linha. O Verdão foi a campo empurrado pela torcida. Após o gol perdido, insistiu, mas a falta de qualidade prejudicou. A Chape entrou da forma como venceu o São Paulo e empatou com o Corinthians fora: fechada, jogando por uma bola. E ela apareceu aos 40 minutos, em novo vacilo da defesa palmeirense. Ricardo Conceição lançou, e Leandro, livre, abriu o placar.

O segundo tempo foi bem estranho. A Chape começou em cima, perdeu duas grandes chances e era muito melhor. Mas como diz o velho e manjado ditado do futebol, quem não faz leva. E em menos de 20 minutos o Palmeiras construiu a vitória que tirou o time do rebaixamento: aos seis, Wesley chutou de esquerda e empatou. Aos 12, Henrique começou a brilhar. Aproveitou desvio de cabeça de Valdivia e completou para o gol vazio. Oito minutos depois, tomou a vez de Cristaldo em cobrança de pênalti – o argentino ficou revoltado – e marcou o terceiro do Verdão. Mais quatro minutos e outro gol de pênalti do camisa 19, agora artilheiro do Brasileirão, com 12 gols, ao lado do cruzeirense Marcelo Moreno.

Com a vantagem construída, o Verdão se preocupou apenas em segurar a vantagem e garantir a vitória, que dá tranquilidade ao time até a próxima rodada. Ainda viu Leandro descontar para a Chape no fim, mas nada que comprometesse o resultado. E Henrique vai ter pelo menos uma semana para curtir a grande atuação. O gol perdido ficou para trás.

Fonte: g1


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!