River Plate e Tigres empatam em 0 x 0 no primeiro jogo da final

Quando Jürgen Damm recebeu na cara do gol, até conseguiu driblar Barovero, mas ficou sem ângulo, foi forçado a cruzar e viu Vangioni afastar a melhor chance do Tigres no jogo. Foi a tônica do jogo. Empurrado pela torcida que lotava o estádio Universitário, o time mexicano bem que tentou pressionar, mas não foi o suficiente. A defesa do River Plate parecia se multiplicar a cada passe e cada drible, não dando espaço para os donos da casa. Com o 0 a 0 em Monterrey, os argentinos agora contam com o Monumental para buscar o título em casa.

FICOU PARA O MONUMENTAL

A partida decisiva da final será na próxima quarta-feira, em Buenos Aires. Quem vencer fica com a taça. Se houver empate, por qualquer placar, o confronto vai para a prorrogação e, havendo necessidade, para os pênaltis

ISSO AQUI É LIBERTADORES

Se Gignac ainda não tinha entendido o que era disputar uma Libertadores, hoje ele sentiu na pele. Levou um pontapé sem bola de Maidana e discutiu com zagueiro durante toda a partida. Com Mercado, levou um pisão, mas devolveu com um tranco nas costas do adversário em uma disputa pelo alto.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!