São Paulo e Flamengo empatam no Morumbi

A vida de um ídolo não é fácil. Nos seus ombros, caem glórias e tragédias. A quarta-feira, desta vez, foi trágica para Rogério Ceni no Morumbi. Personagem principal do confronto entre São Paulo e Flamengo, o goleiro do clube paulista fez um gol em cobrança de pênalti, perdeu outra, defendida por Paulo Victor, e ainda falhou no gol de Everton. Nas alternativas do jogo, o clube carioca ainda esteve à frente no placar, com um jogador a mais em campo, mas viu Luís Fabiano garantir o empate em 2 a 2, aos 45 minutos do segundo tempo de um jogo novamente marcado por polêmica: o Rubro-Negro deixou o campo reclamando bastante da marcação dos dois pênaltis a favor do Tricolor – o segundo um erro clamoroso do árbitro Andre Luiz de Freitas – e a distribuição de cartões.

Com o resultado, o São Paulo ficou com 43 pontos e viu não apenas o Cruzeiro – que derrotou o Coritiba – se distanciar ainda mais na ponta, abrindo nove pontos de vantagem, mas também perdeu a vice-liderança para o Inter, que chegou aos 44 pontos após bater o Criciúma. O Tricolor Paulista agora recebe o Fluminense, sábado, às 21h (de Brasília), no Morumbi. O Flamengo soma 31 pontos, estaciona na 10ª posição e emplaca o terceiro empate seguido na competição e a 100ª rodada consecutiva fora do G-4.

Alecsandro Flamengo x São Paulo (Foto: Marcos Ribolli)Alecsandro se revolta com arbitragem após receber o terceiro amarelo (Foto: Marcos Ribolli)

Tricolor começa a mil por hora

Como se esperava, o jogo começou com domínio completo do São Paulo. O quarteto ofensivo do time procurou se encontrar em campo para criar as jogadas, e Ganso, quando teve espaço, achou a tabela com Pato, que sofreu pênalti ao ser derrubado por Márcio Araújo. O lance, bem difícil, foi marcado pelo árbitro Andre Luiz de Freitas apenas com a intervenção do assistente Elmo Alves Resende Cunha. Rogério Ceni cobrou e abriu o placar, aos 17 minutos.

O Flamengo chegou a dar a impressão de que poderia se desequilibrar. No entanto, o técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu investir nas costas do lateral-direito Auro, de apenas 18 anos. Deu resultado. Gabriel fez boa jogada em contra-ataque e chutou fraco, mas Rogério Ceni foi mal e deu rebote para Everton, que empatou o jogo aos 35. A virada poderia ter acontecido em mais dois lances pelo mesmo lado do campo, em cruzamentos perigosos de João Paulo, mas o primeiro tempo acabou mesmo 1 a 1.

Rogério Ceni e Paulo Victor Flamengo x São Paulo (Foto: Mauro Horita / Ag. Estado)Paulo Vicor cai no canto certo para defender a cobrança de Ceni (Foto: Mauro Horita / Ag. Estado)

Árbitro vê pênalti em bola na mão fora da área

Na volta do intervalo, os times mal tinham tido tempo para entender o que acontecia em campo quando o árbitro marcou pênalti num toque de mão involuntário de Samir, que estava fora da área. Na cobrança, aos dois minutos, Rogério Ceni chutou no canto esquerdo de Paulo Victor, que caiu para fazer a defesa. Na sequência da jogada, Everton quase marcou do meio do campo.

O São Paulo não tinha mais o completo domínio do jogo, como havia acontecido no primeiro tempo, mas ainda teve suas chances, uma delas com Pato, que Cáceres salvou. Pelos pés de Everton, o Flamengo levou perigo algumas vezes no ataque. E foi por uma falta violenta sobre o camisa 22 que Michel Bastos foi expulso aos 28 minutos.

A pressão passou a ser rubro-negra. Canteros recebeu uma bola livre diante de Rogério Ceni, mas o impedimento foi marcado, equivocadamente. Ainda assim, veio a virada, aos 42, com Alecsandro marcando de cabeça. No entanto, mesmo tendo um jogador a menos, o Tricolor partiu para cima, e Luis Fabiano aproveitou a falha da defesa adversária para fechar o placar em 2 a 2, três minutos depois.

Fonte: g1


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!