Aos eleitores do Brasil

31/10/2013 09:24

 

Sylvio Montenegro - Consultor em Tecnologia da Informação

Caros amigos, desde quando começaram a contabilizar os votos via computador nas eleições realizadas no Brasil, isso por volta de 1981, venho estudando, pesquisando e defendendo a tese de que este processo que corre nos meandros da máquina, entre bits e bytes é passível de ter seus resultados alterados a bel- prazer dos programadores e toda a classe que rege a orquestra dos TI's - antigos CPD's, dos TRE's e TSE brasileiros. Da forma que está concebido, todo o sistema eleitoral brasileiro, são imprevisíveis  os resultados de nossas eleições. Não se trata aqui da "teoria da conspiração" ou a volta ao sistema anterior. Vivo na tecnologia e da tecnologia a uns bons 36 anos e sou, antes de qualquer tese ou postulado, um inveterado defensor que o uso da máquina pelo homem deve ser limpo, honesto e transparente, o que não ocorre com a urna eletrônica brasileira! Os vídeos colocados pelo TSE no youtube,  confundem a cabeça dos incautos! E todos os vídeos estão com o campo "comentários", bloqueado! Não se pode contestar  por exemplo que: "- Não existem mais países no mundo interessados em utilizar nossas urnas TSE!"; "- Nossas urnas são rejeitadas e proibidas em todos os outros países do mundo TSE!"; "- Somos o único país do mundo que insiste em utilizar um sistema que não pode ser auditado após as eleições TSE!"; "- Não pode-se recontar os votos TSE!"

Temos uma Justiça eleitoral que todos os poderes são de sua competência: ADMINISTRAR AS ELEIÇÕES, ANALISAR PROCESSOS, JULGAR, CONDENAR/ABSOLVER. Isso é inédito no mundo! E ai de quem pôr em dúvida as urnas eletrônicas brasileiras e a honestidade de nosso pleito! É condenado por litigância de má fé! Absurdo! Não posso aceitar uma eleição que não me dá o direito de confirmar se meu voto está realmente indo para o candidato que está lá na foto da tela da urna! Sei como se faz, e sei o que é possível fazer com a informação depois que esta passa para dentro da máquina quando por exemplo,  confirmamos nosso voto na tecla verde de nossa urna. Posso ver o José na foto, mas meu voto pode estar indo para o Cazuza! Qualquer programador, por mais calouro que seja, sabe que isso é possível! Nossas urnas, em seu projeto original tinha uma impressora acoplada que imprimia as escolhas feitas pelo eleitor... Isso foi vetado! Em 2014 teríamos a volta do voto impresso... isso  foi também vetado! Ou seja, tudo o que for tentado para tornar o processo  auditável  por qualquer pessoa,  sem conhecimento técnico especial, é vetado!

E não se enganem eleitores brasileiros:  A biometria não traz mais segurança ao destino de nosso voto! A biometria só muda a forma como o eleitor se identifica em sua seção eleitoral.

A verdade é que precisamos com urgência de uma reforma eleitoral ampla, irrestrita e com urnas eletrônicas e sistema eleitoral como o utilizado na Argentina, onde qualquer cidadão pode auditar e conferir os resultados das eleições! Que inveja dos hermanos povo brasileiro... que inveja! Como sempre digo em minhas palestras: Povo brasileiro, podemos estar sendo vítimas a cada eleição, de um verdadeiro golpe de estado: Sem armas, sem luta... silenciosamente, e por isso mesmo, muito mais devastador, pois, o pior inimigo, é aquele que não se pode ver!


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!