Faixas preferenciais para ônibus são desrespeitadas por motoristas

14/08/2012 07:06

Confusão entre usuários marcou o primeiro dia da implantação das vias para o transporte coletivo

O primeiro dia da implantação do Serviço Rápido de Ônibus de Fortaleza (BRS-FOR), ou faixas preferenciais para ônibus e vans, na Avenida Bezerra de Menezes, foi de muito desrespeito por parte dos veículos particulares, incluindo carros, motos e caminhões; desinformação dos usuários do transporte público e reclamação dos comerciantes da área. No período da manhã, pelo menos dois acidentes ocorreram na via causados pela invasão da faixa preferencial. Um deles, em frente do Detran e o outro quase na esquina da Rua José Sombra, complicando o tráfego.


 

 

Entre 7h50 e 10h, carros particulares continuavam usando as faixas preferenciais, separadas por uma linha azul. A maioria dos motoristas alegou ter se confundido e reclamou que deveria ser apenas uma via para ônibus Foto: Alcides Freire
 

 

 

 

 

 

 

Apesar do trabalho dos agentes da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), carros particulares continuavam utilizando as duas faixas da direita da avenida, separadas com uma linha de cor azul. A maioria se disse confusa e reclamou das duas faixas prioritárias. "Deveria ser só uma, porque o fluxo de veículos é muito grande", argumentou o taxista José Pedro da Costa Ferreira.

Agentes da Etufor reforçam as orientações sobre as faixas tanto no que diz respeito a os ônibus e às paradas seletivas quanto aos motoristas de carros particulares. Munidos de apitos, eles indicavam aos que estavam nas vias preferenciais a saírem delas.

De acordo com o órgão, é permitido o tráfego de táxis com passageiros nas faixas preferenciais, mas o embarque e o desembarque de passageiros deve ser realizado nas vias transversais. Os carros particulares só podem utilizar as vias do transporte coletivo quando precisarem acessar um estabelecimento com estacionamento localizado no lado direito da via ou tiverem de fazer conversões à direita.

Nesse último caso, eles devem percorrer no máximo 100 metros. "Ainda é muito complicado, mas acredito que vai melhorar depois que todos forem se acostumando", avalia a contabilista Adelia Dias.

As mudanças também afetaram os usuários de coletivos. As linhas serão divididas nos grupos 1, 2 e 3 e, ao trafegarem na Avenida Bezerra de Menezes, vão parar somente nos pontos de parada que tiverem a sinalização correspondente a elas.


 

 

As faixas continuaram sendo desrespeitada durante o período da tarde, entre 16h e 18h, mas as vias estavam mais desafogadas, e os ônibus circularam mais livremente. Agentes da AMC e Etufor orientavam o trânsito Foto: Helene Santos
 

 

 

 

 

 

De acordo com o presidente da Etufor e AMC, Ademar Gondim, multas não serão aplicadas neste primeiro momento. "Não estamos preocupados com isso agora. Nosso intuito é, primeiro, explicar as mudanças e educar o cidadão. Queremos melhorar, e não prejudicar a vida das pessoas", garante. Tanto que pede para que a população telefone para a Ouvidoria da Etufor e deixe sua sugestão sobre as faixas.

O período de orientação e educação deverá durar mais um mês, podendo a via sofrer novas mudanças. "É um projeto-piloto e, como tal, pode ser alterado para dar mais fluidez ao trânsito e mais comodidade ao usuário", frisa o presidente da Etufor.

Adaptação

No período da tarde, quando muitos cidadãos retornavam para casa e o fluxo de veículo na Avenida Bezerra de Menezes aumenta bastante, apesar dos inúmeros flagrantes de motoristas que ignoravam a nova orientação, observava-se que as faixas prioritárias estavam um pouco mais desafogadas e os ônibus circulavam mais livremente.

O motorista de ônibus Antônio Aurélio da Silva acredita que a medida irá melhorar bastante a situação do tráfego de veículos na via e que a viagem deverá ficar mais tranquila. Acrescenta que como está restrito a ônibus e topiques, o risco de acidentes diminui. Defende ainda que as faixas prioritárias sejam implantadas em outras avenidas, como a Domingos Olímpio, José Bastos e Washington Soares.

Acesso

100 metros é o máximo que pode percorrer um carro particular nas vias preferenciais quando precisarem acessar o lado direito da avenida

Fonte: dn

Tópico: Faixas preferenciais para ônibus são desrespeitadas por motoristas

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!