Professor de música mata a companheira com 3 tiros

06/08/2012 10:28

Um crime passional foi registrado pela Polícia, na madrugada de ontem, em Fortaleza. O professor de música e informática Andrei Erik Landim Pimentel matou, a tiros e golpes de faca, a companheira, Ana Cristina Vieira do Amarante, 40. Em seguida, fugiu. O caso ocorreu por volta de 1 hora do domingo na residência do casal, localizada na Rua Léa Pompeu, no bairro Jardim das Oliveiras.
Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e peritos da Coordenadoria de Criminalística da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionados pelo Ronda do Quarteirão para o local do crime, assim como uma equipe de inspetores do 30º DP, plantão.

Tiros
Vizinhos do casal ouviram os estampidos vindos do interior da residência. Em seguida, conforme apurou a Polícia, o acusado teria tentado fugir do local vestindo apenas uma cueca. Mas, retornou para o interior do imóvel, vestiu as roupas e saiu de lá a pé. Há suspeitas, no entanto, de que ele teria ligado para um amigo e este foi buscá-lo de carro nas proximidades. Uma irmã de Ana Cristina foi a primeira a entrar na casa após a fuga do suspeito e já encontrou o corpo da vítima sobre a cama do casal.
Segundo familiares da vítima, ao fugir o músico levou o telefone celular da mulher para impedir que algum parente ou amigo mantivesse contato com ela, caso esta sobrevivesse aos tiros ou descobrisse as mensagens que havia no aparelho.
Conforme os familiares, o casal se conheceu no Carnaval do ano passado. Em setembro de 2011, passou a morar junto. Nas horas que se seguiram ao crime, várias mensagens foram postadas nas redes sociais, além de fotos do suspeito e de sua companheira assassinada.
Ana Cristina trabalhava em uma imobiliária nesta Capital e, no sábado, havia saído com uma irmã, retornando para casa por volta das 22 horas. Depois disso, o casal teria se desentendido.
A família da vítima está se mobilizando pois teme que o professor tente deixar a Capital, fugindo para Porto Alegre, onde tem familiares.

Mulheres
Com o assassinato de Ana Cristina subiu para 121 o número de mulheres mortas, neste ano, no Estado do Ceará, contra 18 casos em todo o ano de 2011.
A maioria dos crimes tem conotação passional, mas as estatísticas revelam uma progressão nos casos de mulheres que também estão sendo assassinadas por envolvimento no tráfico de entorpecentes.
Cinquenta e oito mulheres foram assassinadas na Capital cearense neste ano, outras 34 no Interior do Estado e mais 29 na Região Metropolitana.

Fonte: dn

Tópico: Professor de música mata a companheira com 3 tiros

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!