Vasco empata com Coxa e fica mais longe da liderança

17/08/2012 06:02

Bom para o Coritiba, ruim para o Vasco. O empate por 2 a 2, nesta quinta-feira, em São Januário, com um gol para cada lado no fim da partida, tirou a equipe paranaense da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e manteve o time carioca em terceiro lugar. Os gols cruz-maltinos foram feitos por Felipe e Wendel, com Júnior Urso e Everton Ribeiro marcando os do Coxa.

O resultado deixou o Vasco com 35 pontos, a um do vice-líder Fluminense e a quatro do líder Atlético-MG.

- A gente precisava dos três pontos, que eram preciosíssimos. Mas, pela reação, podemos ter esperança - disse Juninho, refernido-se ao fato de o Vasco ter saído atrás no placar e conseguido a virada antes de levar novamente o empate.

O Coritiba com 16 pontos,  aparece em 16º, levando vantagem sobre o Bahia, o primeiro no Z-4 com o mesmo número de pontos, mas menos vitórias (quatro do Coxa contra três dos baianos).

- Nossa equipe tem feitos bons jogos, mas infelizmente temos pecado em alguns detalhes. A equipe é forte e aguerrida e acho que vamos sair dessa situação - disse o zagueiro Pereira.

saiba mais

 A renda somou R$ 161.220,00, com um público pagante de 5.013 pessoas (7.432 presentes). Na próxima rodada, o time carioca fará o clássico contra o Flamengo, no domingo, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão. O paranaense receberá o Cruzeiro, no mesmo dia, às 16h, no Couto Pereira.

A postura das duas equipes ficou bem clara no início da partida, com o Vasco, que voltou a jogar de azul, assumindo a responsabilidade de ser mais ofensivo por jogar em casa, e o Coritiba mais fechado, esperando a chance de dar o bote. Apesar da boa movimentação de William Barbio na frente e da armação das jogadas no meio a cargo de Felipe e Juninho, a equipe cruz-maltina encontrava muitas dificuldades de penetrar na compacta defesa adversária e arrematar com perigo.

Everton e Nilton, Vasco e Coritiba (Foto: Luciano Berlford / Futura Press)
Everton Ribeiro, autor do 2º gol do Coxa, dá o passe seguido por Nilton (Foto: Luciano Berlford/Futura Press)

Com a proposta de só atacar na boa, o Coxa encontrou o espaço que queria aos 21 minutos, e na primeira boa oportunidade criada, abriu o marcador. Everton Ribeiro puxou o contra-ataque e deixou Júnior Urso na cara de Fernando Prass. O meia não vacilou e tocou no canto direito do goleiro para fazer o gol.

Apesar da desvantagem, o Vasco pouco mudou em campo e continuou inofensivo, com muitos erros de passes, irritando a sua torcida. A primeira chance só ocorreu aos 32, em falta cobrada por Juninho, em chute forte da intermediária que Vanderlei defendeu com uma "manchete". Em novo contra-ataque, logo em seguida, Anderson Aquino adiantou muito a bola e perdeu a oportunidade de fazer o segundo para o Coritiba. Três minutos depois, Rafinha deixou o mesmo Anderson Aquino com todas as condições de marcar, mas o atacante tropeçou nas próprias pernas e nem na bola tocou. Sorte do Vasco.

Como Barbio corria muito, mas acertava pouco, em mais um erro do atacante, aos 37, a torcida vascaína começou a pedir Carlos Alberto, e o técnico Cristóvão Borges mandou o meia aquecer imediatamente. Com o fim do primeiro tempo, as vaias e os xingamentos ao time e ao treinador do Vasco só aumentaram.

Gols no início e no fim do segundo tempo

Como ensaiado no fim da primeira etapa, Cristóvão tirou Barbio e colocou Carlos Alberto em seu lugar para o segundo tempo. E deu certo: logo aos 3, após bola bem roubada por Fabrício no meio do campo, o camisa 84 fez grande jogada e deu para Felipe, livre na área, chutar de virada e colocar a bola no canto esquerdo de Vanderlei para empatar o jogo.

Felipe Vasco x Coritiba (Foto: Marcelo Theobaldo / O Globo)
Felipe, autor do primeiro gol do Vasco, é marcado de perto por Robinho (Foto: Marcelo Theobaldo / O Globo)

O gol de empate não mudou a estratégia do Coxa, que mantinha como seu principal objetivo encaixar um contra-ataque para voltar à frente no marcador. Aos 15, o técnico Marcelo Oliveira tirou o apagado Anderson Aquino e pôs Alex para tentar maior objetividade no ataque. Mas o time da casa, mais organizado em campo, era mais perigoso, e aos 19, Felipe cobrou escanteio da direita, e Alecsandro deu uma forte cabeçada que Vanderlei teve muita dificuldade para defender parcialmente junto à sua trave esquerda.

A partir da metade do segundo tempo, o Vasco diminuiu o ritmo, e o Coxa passou a ter um pouco mais de presença no campo ofensivo, mas sem ameaçar o adversário. O ritmo do jogo havia caído muito, o que era melhor para os visitantes. E quando parecia que a partida terminaria sem mais nenhuma emoção, dois gols, um para cada lado. Aos 42, Juninho cobrou falta da direita na área, Wendel cabeceou em cima de Felipe Bastos na pequena área, a bola voltou e o camisa 77 do Vasco completou para o gol: 2 a 1.

A torcida vascaína fazia a festa, já comemorando a vitória que levaria a equipe para a segunda colocação, somente a dois pontos do líder Atlético-MG, que tem 39 pontos, quando Everton Ribeiro, o melhor jogador do Coritiba no jogo, pegou um rebote na área e bateu forte, seco e cruzado no canto esquerdo de Prass e pôs a igualdade no placar novamente, aos 44: 2 a 2. Alecsandro quase fez o terceiro para o time da casa, logo depois, em forte chute de fora da área que Vanderlei salvou com um tapa no seu ângulo esquerdo para escanteio. A torcida vascaína, que poucos minutos antes festejava, voltou aos protestos.

Fonte: g1

 

Tópico: Vasco empata com Coxa e fica mais longe da liderança

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!