Assad anuncia anistia mas exclui "terroristas"

O Presidente da Síria, Bashar Assad, decretou nesta terça-feira (23) uma "anistia geral", que exclui os crimes cometidos por "terroristas", termo utilizado pelo regime para designar os rebeldes, anunciou a televisão oficial.

O chefe de Estado, que enfrenta um violento conflito contra os insurgentes, "decretou uma anistia geral para os crimes cometidos antes de 23 de outubro", mas excluiu os crimes cometidos pelos "terroristas".

O decreto promulgado exclui ainda os "criminosos fugitivos", exceto no caso de rendição, destacou a emissora.

De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), dezenas de milhares de civis foram detidos e outros milhares desapareceram nas celas do regime desde o início da revolta contra Assad, em 15 de março de 2011, sem contar os milhares de soldados que tentaram desertar nos últimos meses.

Fonte: uol


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!