Brasil derrota a Colômbia e vai à final novamente com a Espanha no Mundial de Futsal

Brasil e Espanha vão se encontrar pela quinta vez na história na final da Copa do Mundo de Futsal. Nesta sexta-feira, depois que os espanhóis eliminaram a Itália e garantiram sua quinta decisão consecutiva, a Seleção Brasileira derrotou a Colômbia, por 3 a 1, no Indoor Stadium Huamark, em Bangcoc, na Tailândia. A equipe do técnico Marcos Sorato, o Pipoca, vai em busca do seu sétimo título da competição. Em dez edições do torneio, incluindo as organizadas pela Fifusa, entidade já extinta o Brasil chegou a nove finais. A única vez que a Seleção ficou fora foi em 2004.

A Seleção Brasileira e a Espanha decidiram o Mundial em 1985, 1996, 2000 e 2008. O Brasil só perdeu em 2000. As duas equipes também se encontraram em duas semifinais, com uma vitória para cada lado. Em 1992, os brasileiros levaram a melhor. Os espanhóis deram o troco em 2004. O novo encontro está marcado para domingo, às 10h30 (de Brasília).

O Brasil começou o jogo contra a zebra colombiana, que disputou seu primeiro Mundial, com o goleiro Tiago, o fixo Neto, os alas Gabriel e Fernandinho e o pivô Simi. E a Seleção começou arrasadora, com duas boas finalizações de Fernandinho. Até que, aos 41 segundos, Gabriel recebeu a bola em cobrança de escanteio, teve tempo para ajeitar e finalizar no canto esquerdo do goleiro Lozano.

Com boas tabelas, o Brasil produzia boas jogadas, mas não conseguia ampliar. Aos poucos, a marcação da Colômbia começou a melhorar a a Seleção passou a arriscar chutes de longa distância. Com oito minutos do primeiro tempo, os colombianos efetuaram seu primeiro bom chute, mas Tiago defendeu.

Contando com as boas defesas de Lozano, a Colômbia ganhou confiança, se organizou e começou a criar mais oportunidades de gol. E, se o Brasil desperdiçou dois bons contra-ataques, em especial com Simi que, na cara do gol, preferiu tentar o passe, os colombianos foram mais eficazes neste quesito. Faltando 1m47s para o fim do primeiro tempo, Fonnegra tocou para Toro, que finalizou na saída de Tiago e empatou a partida.

Precisando do resultado, o técnico Marcos Sorato decidiu iniciar o segundo tempo com o craque Falcão, recuperado de lesão na panturrilha direita sofrida na estreia, e de uma paralisia facial, provocada por estresse, que atrapalhou o jogador nas quartas de final contra a Argentina. E o primeiro chute na etapa foi justamente do ala, mas Lozano defendeu sem dificuldade. Logo depois, num drible rápido, Falcão tirou o marcador e finalizou na trave.

Mais organizado em quadra, não tardou para o Brasil conseguir a vantagem no placar. Com 7m15s, Gabriel aproveitou uma sobra e acertou bom chute, sem chances para o goleiro adversário. Com uma marcação mais na frente, a Seleção começou a provocar diversos erros de saída de bola dos colombianos. E, num lance de sorte aos 8m47s, o Brasil ampliou. Gabriel chutou, a bola desviou em Toro e enganou Lozano.

A partir daí, a Seleção dominou as ações, tocou a bola, enquanto a Colômbia tentava explorar os contra-ataques. Os colombianos não arriscaram o goleiro-linha e o Brasil se garantiu em mais uma final da Copa do Mundo de Futsal.

Tópico: Brasil derrota a Colômbia e vai à final novamente com a Espanha no Mundial de Futsal

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!