Ceará despacha América-MG no PV e avança na Copa do Brasil

O América-MG voltou a decepcionar sua torcida nesta quarta-feira, em jogo contra o Ceará, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. O time mineiro precisava vencer para seguir na Copa do Brasil, mas perdeu por 3 a 0 e se despediu da competição nacional. O Ceará já tinha empatado o duelo da ida por 1 a 1, e precisava apenas da igualdade sem gols para avançar.

O primeiro gol do jogo foi anotado pelo meia-atacante Marinho, que fez fila na defesa americana antes de tocar com a canhota. No segundo tempo, Assisinho fechou o placar marcando duas vezes. Apesar da vitória, o Ceará não conseguiu fazer um grande jogo, vencendo mais por erros do adversário que por méritos pelo futebol apresentado. Já o América-MG chegou a dominar a posse de bola, mas teve problemas na hora de finalizar.

Classificado na Copa do Brasil, o Ceará já sabe que vai enfrentar o Tupi na sequência da competição nacional, mas antes volta a focar na disputa da Série B do Brasileirão. Assim como o Ceará, o América-MG também concentra forças na segunda divisão nacional, que passa a ser prioridade na temporada.

O jogo

Mesmo jogando fora de casa, o América-MG não se limitou a ficar apenas na retranca, e teve algumas oportunidades no início do jogo. A torcida do Ceará, que compareceu em número apenas razoável ao PV, começou a cobrar mais atitude do time, que na tentativa de agredir os mineiros abusou do direito de errar passes.

Mesmo assim foi o Ceará que abriu o placar, com Marinho, aos 12 minutos. O meia-atacante passou pelos marcadores americanos e bateu na saída do goleiro João Ricardo, deixando os cearenses em boa condição para avançar na Copa do Brasil. Mesmo com o gol, o time do técnico Silas seguiu errando muitos passes simples, mas o América-MG não conseguiu aproveitar.

Precisando virar o jogo fora de casa, o América-MG adiantou a marcação buscando o empate de maneira até ingênua, dando espaços para os contra-ataques da equipe alvinegra. Com este cenário, o Ceará, mesmo sem fazer uma exibição de grande qualidade, passou a ter o domínio do confronto, articulando melhor as jogadas.

Preocupado com a situação, o técnico Givanildo Oliveira procurou orientar os comandados à beira do campo, pedindo calma para os jogadores. Após a bronca do chefe, o América-MG até melhorou no jogo, mas faltou inspiração de algumas peças como o experiente Mancini, que criou poucas chances para a equipe visitante.

Em situação relativamente cômoda, o Ceará terminou o primeiro tempo apenas aguardando um erro do América-MG para tentar encaixar a jogada em velocidade. Com isso, os mineiros rondaram a área do goleiro Luis Carlos por diversas vezes, mas sem conseguir finalizar com perigo.

Na etapa final, o América-MG voltou pressionando mais que os donos da casa, mas em um contra-ataque, William quase dilatou a contagem para o Ceará, porém, o goleiro americano João Ricardo trabalhou bem fazendo ótima defesa. A resposta do time mineiro veio com Mancini, que tentou um desvio em cruzamento de Bryan, mas falhou no arremate.

Com o passar do tempo, o América-MG tentava acelerar o ritmo, enquanto o Ceará se preocupava mais em cadenciar o duelo que buscar o segundo gol. Com essa postura, a torcida cearense teve que prender a respiração em alguns momentos de perigo do América-MG, que com empate levaria a decisão da vaga para a disputa de pênaltis.

Aos 23, o meio-campo americano falhou, Ricardinho lançou Assisinho, que só teve o trabalho de concluir tirando as chances de defesa de João Ricardo, praticamente decretando a eliminação dos mineiros, que precisariam fazer dois gols para avançar.

Com o resultado construído, o Ceará administrou o marcador para comemorar a vaga para encarar o Tupi na sequência. Aos 45, ainda teve tempo para Assisinho marcar o terceiro dos cearenses.

FICHA TÉCNICA:
CEARÁ 3 x 0 AMÉRICA-MG

Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE) 
Data: 20 de maio de 2015, quarta-feira 
Horário: 22 horas (de Brasília) 
Árbitro: Emerson Luiz Sobral (PE) 
Assistentes : Elan Vieira de Souza (PE) e Marcelino Castro de Nazaré (PE)
Cartões amarelos: Felipe Amorim e Anderson Conceição (América-MG)
GOLS: CEARÁ: Marinho, aos 12 minutos do primeiro tempo, e Assisinho, aos 23 e aos 45 minutos do segundo tempo

CEARÁ: Luis Carlos; Buiú (João Marcos), Gilvan, Sandro e Fernandinho; Sandro Manoel, Uillian Correia, Ricardinho (Eloir) e Marinho (Wescley); Assisinho e William 
Técnico: Silas

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Robertinho, Wesley Matos, Anderson Conceição e Raul (Bryan); Thiago Santos, Leandro Guerreiro, Felipe Amorim (Willie) e Mancini; Tony e Marcelo Toscano (Cristiano) 
Técnico: Givanildo Oliveira


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!