Ceará perde para o Atlético-GO e pode segurar novamente a lanterna

O Ceará teve sua sequência de reação interrompida. Neste sábado, 29, no Serra Dourada, a equipe de Marcelo Cabo perdeu por 3 a 2 do Atlético-GO num jogo truncado e de resultado em aberto até os últimos instantes. Com o resultado, o Vovô - que vinha de duas vitórias seguidas na Série B - perde a primeira do segundo turno e segue com 17 pontos e na zona de rebaixamento. Já o Atlético-GO volta a vencer na competição e se afasta da degola. 

Anfitrião, o Atlético-GO precisava mostrar serviço jogando diante de sua torcida no Serra Dourada. A equipe do técnico Gilberto Pereira vinha de três derrotas seguidas na Série B e a aproximação da zona de rebaixamento despertava desconfianças. E foi assim que no primeiro tempo o Dragão buscou as melhores chances de gol diante do Ceará. Num jogo de meio-campo truncado, o time da casa apresentou-se mais organizado para chegar à meta adversária até os 14 minutos, quando Willie recebeu cruzamento e se viu livre para cabecear para as redes. 

A partir daí, com a desvantagem no placar, o Vovô despertou para a partida e equilibrou as ações em campo. Apostando em jogadas rápidas, em especial com Wescley, os alvinegros tentavam furar a defesa atleticana. A aposta ofensiva do Ceará amadureceu aos 29, quando Rafael Costa recebeu de Júlio Césa e marcou de cabeça. O volante João Marcos, aos 39, sentiu lesão e foi substituído por Carlão.    

O Ceará voltou do intervalo ansioso pela virada. Recebeu pressão dos rubro-negros no início, mas logo reverteu o quadro e passou a investir em cruzamentos seguidos rumo ao gol de Márcio. Em triangulação do ataque do Vovô que o lateral Victor Luís, aos sete, acertou chute cruzado e colocou o Vovô à frente no marcador em Goiás.

A euforia do Alvinegro de Porangabuçu pós-reação não durou muito tempo. Jorginho foi derrubado por Baraka dentro da área e o goleiro Márcio, aos 12, converteu cobrança de pênalti e deixou tudo igual novamente. Recebendo vaias da torcida local, o técnico do Dragão fez alteração providencial no ataque: tirou Willie e lançou Geraldo. E foi o atacante que livrou os mandantes do sufoco, aos 34, marcando após saída equivocada de Luís Carlos do gol. Em muitos momentos a "sede" da marcação alvinegra custou lances faltosos e cartões amarelos - seis para o time ao todo. 

Devido a substituições e paralisações por lesão - inclusive do árbitro Paulo H. Schleich -, foram dados oito minutos de acréscimo. Mas nada alterou o desfecho da 21ª rodada para o Ceará. Ao apito final no Serra Dourada, banho de água fria no embalo de Cabo e companhia. A próxima partida do Alvinegro pela Segundona será na terça-feira, 1º, diante do Paysandu no Castelão.  

FICHA TÉCNICA
Atlético-GO 3x2 Ceará
Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 29/8/2015
Horário: 16h30min
Árbitro: Paulo H. Schleich Vollkopf (MS)
Gols: Willie (14min/1T); Rafael Costa (29min/1T); Victor Luís (7min/2T); Márcio (12min/2T); Geraldo (34min/2T)
Cartões amarelos: João Marcos (CEA), Baraka (CEA), Sandro (CEA), Geraldo (ATL), Arthur (ATL), Carlão (CEA), Siloé (CEA)

Atlético-GO (4-4-2): Márcio; Éder, Rafael, Samuel e Danilo Tarracha; Feijão (Juninho), Pedro Bambu, Willie (Geraldo) e Jorginho; Arthur e Wevérton Gomes (Washington). Técnico: Gilberto Pereira

Ceará (4-3-3): Luís Carlos; Guilherme Andrade, Sandro, Thiago Carvalho e Victor Luís; Baraka, João Marcos (Carlão), Wescley (Siloé); Júlio César, Rafael Costa e Alex Amado (Mazola). Técnico: Marcelo Cabo


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!