Ceará vence Chapecoense no Castelão

O Ceará voltou a vencer na Série B em grande estilo, batendo, ontem à noite, o último invicto da Série B. O Alvinegro venceu a Chapecoense – que era a líder até o início da 11º rodada – por 3 a 1 no Castelão, se reabilitando depois de duas derrotas seguidas fora de casa na competição.

O resultado levou o Alvinegro aos 13 pontos, em 14º lugar, ganhando duas posições na tabela. Mais do que isso, dá um novo ânimo ao elenco e fôlego ao técnico Sérgio Guedes, que estava ameaçado no cargo. O Ceará volta a jogar já na sexta-feira, 2, contra o América/MG, às 21h50, fora de casa.

Bastante pressionado pela incômoda 16ª colocação na qual iniciou a rodada, o time cearense sofreu um duro golpe logo no início da partida: aos dois minutos, a defesa alvinegra cortou apenas parcialmente e o atacante Fabinho chutou cruzado para fazer 1 a 0 para a Chapecoense.

Mas antes que o desespero tomasse conta da já pressionada equipe alvinegra, o estreante e ex-carrasco Léo Gamalho empatou, aos cinco minutos. Bem colocado, o atacante só completou para o gol o cruzamento rasteiro do lateral-direito Marcos: 1 a 1.

No embalo, aos 12 minutos, o Vovô chegou à virada com um golaço do atacante Magno Alves. O “Magnata” acertou um belo chute de longe, sem chance para o goleiro Nivaldo.

Atacando com muita velocidade, principalmente com os laterais, o Ceará continuou perigoso e chegou ao terceiro, aos 16 minutos, em mais uma assistência de Marcos. Depois de cobrança de falta de Rogerinho na barreira, a bola sobrou para ele, que cruzou na cabeça do zagueiro Anderson Marques: 3 a 1, para a festa da torcida no Castelão.
O Alvinegro poderia ter saído com uma vantagem ainda maior no primeiro tempo, mas os autores dos gols, Magno Alves, aos 24 minutos, Anderson Marques, aos 30, e Léo Gamalho, aos 32, perderam oportunidades de praticamente decidir o jogo em apenas 45 minutos.

Seguro

Com a boa vantagem construída, o Ceará voltou disposto a não dar espaços à Chapecoense. Mesmo um pouco mais recuado na etapa final, visando os contra-ataques, o Vovô cedeu o controle do jogo ao adversário, mas sempre marcando muito forte.

A entrega e determinação alvinegra fizeram com que a Chape praticamente não levasse perigo ao gol de Fernando Henrique. A equipe da casa ainda criou chances para ampliar, mas Adriano Pardal e Romário erraram o alvo no finalzinho do jogo.

Ficha técnica

Ceará 3


Fernando Henrique; Marcos, Diego Ivo, Anderson Marques e Vicente; Eusébio, João Marcos, Ricardinho e Rogerinho (L. Henrique); Magno Alves (Pardal) e Léo Gamalho (Romário)
Técnico: Sérgio Guedes

Chapecoense 1

Nivaldo; Glaydson (Danilinho), Rafael Lima, Dão e Anderson Pico; Wanderson (Tiago Luis), Augusto, Paulinho Dias e Athos (Soares); Fabinho Alves e Bruno Rangel
Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Série B do Brasileiro 2013

Estádio: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 30 de julho de 2013
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação/BA
Assistentes: Adson Marcio Lopes Leal/BA e Adaílton José de Jesus Silva/BA
Renda: R$ 82.682,00
Público: 6.542 pagantes
Gols: Fabinho Alves (2/1ºT), Léo Gamalho (6/1ºT), Magno Alves (12/1ºT) e Anderson Marques (16º/1ºT)
Cartões Amarelos: Eusébio, Léo Gamalho e Ricardinho (CEA), Anderson Pico e Rafael Lima (CHA)

Fonte: dn


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!