Colorado bate Santos no Beira-Rio por 1 x 0

No Beira-Rio, Internacional e Santos fizeram confronto direto em disputa por vaga na Libertadores. O Inter, apesar de haver perdido no meio da semana para o Ceará pela Copa do Brasil, acumulava duas vitórias seguidas enquanto o Peixe havia vencido 4 das ultimas 5 partidas. O time da casa se impôs até o gol de Rafael Moura e a expulsão de Paulão. Depois disso o Santos pressionou mas os Colorados souberam se defender e seguram a vitória.

Inter para na trave

O Inter começou jogando no campo do Santos e impondo sua troca de passes com os meias Alex, D'Alessandro e Alan Patrick. O Santos apostou bastante na velocidade de Thiago Ribeiro, Gabriel e Rildo. Por consequência, o time gaúcho conseguia finalizar e se aproximar da área de Aranha. Aos 10, em cabeceio de Juan e aos 21, em chute de Alex de fora da área.

O contra-ataque santista assustou apenas quando um cruzamento despretensioso de Thiago Ribeiro não foi afastado por Paulão e Rildo, em velocidade, tentou o chute, mas não teve sorte porque foi atrapalhado pela marcação de Wellington Silva.

O Colorado mantinha o ritmo e passou a agredir mais o Santos. Aos 24, quase foi recompensado com o gol. D'Alessandro conseguiu lançamento para Wellington entre os zagueiros do Santos e o volante chutou rasteiro para acertar o pé da trave de Aranha. Já aos 45, D'Alessandro deixou Mena desnorteado com "la boba" e o chileno foi obrigado a cometer falta. Na cobrança, o argentino arriscou chute sem muito ângulo para o gol, a bola desviou em David Braz e voltou a acertar a trave de Aranha.
 

Gol, expulsões e sufoco

O Santos voltou do intervalo tentando sair da defesa e com menos de 5 minutos finalizou com Lucas Lima e poderia ter marcado se Rildo não houvesse demorado muito para definir após receber sozinho na área do colorada.

Porém aos 10 minutos, um lance mudou o jogo mudou radicalmente. Wellington Silva tentou ultrapassar Mena pela direita, a bola escapou do lateral colorado e já saía pela linha de fundo, mas Mena cometeu falta. O árbitro não viu, mas o banderinha sim. Isso revoltou os colorados e Paulão recebeu o segundo amarelo por reclamação. O Inter ficou com um a menos e logo cobrou a falta. Alan Patrick bateu pelo alto e Rafael Moura subiu sozinho e deslocou Aranha com um cabeceio preciso.

Depois do 1 a 0, o time gaúcho se enconlheu no campo de defesa, deixando apenas o centroavante Rafael Moura à frente do toque de bola do Santos. O Santos pressionou e teve boa chance com Lucas Lima. O meia tabelou com Thiago Ribeiro e chutou forte, mas Dida espalmou.

O time santista nem sequer pôde aproveitar a vantagem numérica porque aos 25 Eugenio Mena parou Willians em contragolpe colorado e levou o segundo amarelo. Depois disso, o Santos se desorganizou e teve muitas dificuldades por causa da pressa. Oswaldo mexeu no time, colocando atacantes. Damião, por exemplo, voltou a jogar e entrou por pouco mais de 15 minutos e foi dele a melhor chance para empatar. Ele recebeu lançamento na área do Inter, mas demorou muito para definir a jogada. Wellington Silva chegou dividindo com o atacante para atrapalhar o chute e salvar o time da casa.

Com o resultado, o Inter chega à 3ª colocação com 25 pontos e o Santos mantém a 6ª posição. No próximo final de semana, clássicos para os dois. O Colorado tem o Grenal pela frente, enquanto o Peixe recebe o Corinthians.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!