Coxa vence clássico com Atlético-PR e volta a liderança

Não foi um clássico brilhante, mas o suficiente para o Coritiba manter a hegemonia no confronto e retomar a liderança do Brasileirão. Bastou uma jogada brilhante do meia Alex - que estava muito marcado - aliado com o oportunismo do atacante Geraldo para a vitória de 1 a 0 sobre o Atlético-PR.

O Furacão foi valente, mesmo estando na vice-lanterna da competição. Assustou e chegou perto de sair na frente do placar, mas não conseguiu acabar com a invencibilidade alviverde no Nacional. Empurrado pela torcida, o Verdão ganhou e se beneficiou da vitória do Grêmio sobre o Botafogo, em Porto Alegre, combinação perfeita para a alegria dos coxas-brancas. Com 15 pontos, o Coritiba volta a reinar na parte de cima da classificação.

As equipes não demonstraram muita qualidade técnica em campo. O Atlético-PR teve dificuldades em aproveitar os espaços no ataque, enquanto o Coritiba não conseguiu colocar a sua filosofia de bola no chão, se contentando em ficar na marcação da defesa.

A etapa final começou com boas chances do visitante rubro-negro, mas aí brilhou uma dupla acostumada a estragar a festa atleticana: Alex começou a jogada pela esquerda, Robinho chutou, e o iluminado Geraldo completou para abrir o placar. O drama continua para o Furacão, que permanece na penúltima posição, aguardando o jogo entre Náutico e Cruzeiro.

O Brasileirão segue para as duas equipes no domingo, às 16h (de Brasília). O Coritiba enfrenta o Santos na Vila Belmiro, enquanto o Atlético-PR joga contra o Corinthians, na Vila Capanema. Mas, antes, o Furacão encara o Paysandu pela terceira fase da Copa do Brasil, na quarta-feira, 19h30m, em Belém. 

Jogo fraco e sem cara de clássico. Alex e Geraldo resolvem

O Atlético-PR começou disposto a parar o Coritiba em campo, com uma marcação adiantada e muita marcação sobre Alex. Em alguns momentos, o camisa 10 tinha a sombra de cinco marcadores. Mas as melhores chances no início do clássico foram nos contra-ataques do Coxa, que terminavam em bolas paradas - protagonizadas pelo capitão alviverde.

Em campo, a euforia passou, e faltou técnica em campo. O Verdão não conseguiu repetir as mesmas atuações e perdeu muitas jogadas no meio-campo, com passes errados. No apagar do primeiro tempo, o Atlético-PR cresceu com o espaço no ataque, mas sem poder de finalização. O zagueiro Manoel teve a melhor chance, após escanteio cobrado por João Paulo.

No segundo tempo, o Coxa voltou com mais iniciativa no ataque, além de Geraldo no lugar de Everton Costa. Mas os erros continuaram, dando chances para Éderson, Everton e Zezinho. Quando tudo parecia perdido, brilhou a estrela de Alex e o oportunismo de Geraldo - predestinado em Atletibas. Com 11 minutos, o camisa 10 fez uma ótima jogada pelo lado esquerdo, Robinho finalizou, e Geraldo deu um toque para o fundo da rede.

Com a vantagem, o Coritiba melhorou o jogo e aproveitou o desespero do Atlético-PR. O Verdão se fechou e saiu com mais qualidade nos contra-ataques. O Furacão tentou aproveitar a experiência de Paulo Baier - que entrou na vaga de Juninho. A jogada mais exaltada aconteceu aos 43 minutos, quando Marcão perdeu uma chance única. Ele, Luiz Alberto e Baier saíram na cara do gol de Vanderlei. Marcão não tocou e Vanderlei conseguiu fazer uma defesa impossível. Para terminar a vitória alviverde com chave de ouro para os coxas-brancas.

Fonte: g1


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!