Cruzeiro bate Vitória no Barradão e se distancia ainda mais do São Paulo

Contestado pela torcida do Cruzeiro e bancado no time titular pelo técnico Marcelo Oliveira, Dedé entrou em campo neste domingo, no Barradão, sob olhares desconfiados. Mas nada como o futebol para produzir histórias deliciosas. Em 90 minutos, o zagueiro foi de vilão a herói. Saiu de sua cabeça o gol salvador que garantiu o triunfo celeste por 1 a 0 sobre o Vitória, em jogo válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os mineiros interrompem a série de três derrotas, duas delas pela Série A e uma pela Copa do Brasil, e freiam os questionamentos ao líder do Campeonato Brasileiro.

Com mais três pontos na conta, o Cruzeiro, líder absoluto do campeonato, chega a 59 e abre sete de distância para o São Paulo, 2º colocado. Do outro lado, apesar do revés, o Vitória permanece fora da zona do rebaixamento, na 16ª colocação, com 31 pontos.

Vitória e Cruzeiro voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro na quarta-feira. Enquanto o Rubro-Negro da Boa Terra sai para enfrentar o Corinthians na Arena Pantanal, às 19h30 (horário de Brasília), o Cruzeiro recebe, no mesmo dia e horário, o Palmeiras, no Mineirão.

Jogadores do Cruzeiro comemoram o gol de Dedé (Foto: Reprodução / Premiere)Jogadores do Cruzeiro comemoram o gol de Dedé (Foto: Reprodução / Premiere)

Pressão celeste

O Vitória foi sufocado dentro dos seus domínios por um Cruzeiro agressivo, rápido e agudo, tal qual a equipe que todos se acostumaram a ver ao longo da temporada, mas que tinha apresentado uma queda de rendimento nos últimos jogos. Faltou, no entanto, arriscar mais em direção ao gol. Apesar do grande volume que tiveram na primeira etapa, os mineiros finalizaram apenas seis vezes – a mais perigosa delas, uma pancada de Alisson que Wilson mandou para escanteio. Dentro de casa, o Rubro-Negro adotou a estratégia de se fechar e tentar explorar os contra-ataques, mas a ausência de jogadores velozes no setor ofensivo dificultavam a missão dos baianos.

Dedé, o salvador

A saída do volante Luis Aguiar para a entrada de Marcos Junio deu a velocidade que o Vitória precisava para se lançar ao ataque e incomodar a defesa celeste. Tanto que a primeira grande chance dos baianos na partida surgiu a partir de um contra-ataque que terminou com belo chute de Dinei defendido por Fábio. Ainda assim, o Cruzeiro continuava senhor do jogo. Marcelo Moreno, no comando do ataque, quase faz um golaço. Alisson, pelo lado direito, infernizava a defesa rubro-negra. O gol, no entanto, saiu da cabeça de um zagueiro. Dedé, o questionado Dedé, completou cruzamento de Éverton Ribeiro e venceu o goleiro Wilson. Um gol que devolve a tranquilidade ao líder do Campeonato Brasileiro.

Fonte: g1


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!