Dilma convoca Cid Gomes e outros 12 nomes para o primeiro escalão ministerial

O governador Cid Gomes foi anunciado oficialmente, ontem, pela presidente Dilma Rousseff como o novo ministro da Educação após semanas de especulação. O cearense será o quarto a assumir a Pasta na gestão da petista. Antes, Fernando Haddad, Aloizio Mercadante e Henrique Paim, atual ocupante do cargo, chegaram a ficar à frente do Ministério no primeiro mandato.

Além de Cid, outros 12 nomes do primeiro escalão do Governo foram anunciados ontem pela presidente. Entre os ministros que atuarão no segundo mandato da petista estão ainda o governador da Bahia, Jaques Wagner, o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), o senador Eduardo Braga (PMDB-AM), o ex-deputado federal Eliseu Padilha (PMDB-RS), Helder Barbalho (PMDB-PA), Edinho Araújo (PMDB-SP), o deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP), o deputado federal George Hilton (PRB-MG), Valdir Simão (sem partido) e Nilma Lino Gomes (sem partido). Dilma também confirmou a permanência no primeiro escalão do ministro do Turismo, Vinícius Lages (PMDB).

A expectativa é de que a nova formatação da Esplanada dos Ministérios seja concluída na segunda-feira (29). A posse dos ministros está marcada para o dia 1º de janeiro.

O convite formal feito a Cid Gomes ocorreu ainda durante a manhã, em Brasília, mas o anúncio oficial foi somente à noite, enquanto o governador já ocupava há quase três horas a tribuna da Assembleia Legislativa para fazer um balanço dos oito anos à frente do Governo do Estado.

Logo após a confirmação, um assessor e também o chefe de gabinete, Danilo Serpa, avisaram ao presidente do Legislativo, Zezinho Albuquerque (Pros), para anunciar ao plenário da Casa. Depois da intervenção, todos aplaudiram e, somente após a oficialização, Cid detalhou como foi o processo.

"Falei com ela hoje pela manhã e ela formalizou o convite. Em outra oportunidade já havia dito para ela que eu não negaria jamais um convite, uma solicitação partindo dela. Tenho grande respeito pela presidente Dilma, acho uma pessoa super bem intencionada, firme, de compromisso. Ela ratifica que o desafio mais importante do nosso País está na área da educação", ressaltou Cid Gomes.

O governador afirmou que a opção mais cômoda para a família dele seria ir para o Estados Unidos trabalhar no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), mas alegou que era preciso colocar a Pátria acima de qualquer outro interesse. "Podem ter certeza que, pessoalmente, para minha família, seria muito mais cômodo passar uma temporada fora e até descansar nesses anos. Mas acho que acima de tudo a gente deve colocar nossa Pátria. Esse é o meu sentimento. Vamos encarar o desafio, procurando ouvir muito, procurar o que há de melhor na inteligência no Brasil para que a gente possa alcançar o objetivo de melhorar a qualidade da educação pública do nosso País", pontuou o governador.

Fonte: dn


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!