Fortaleza empata com Brasiliense no PV em jogo tumultuado

Em partida polêmica dentro e fora de campo, Fortaleza e Brasiliense empataram em 2 a 2 na tarde deste domingo (14), no Estádio Presidente Vargas. Com o resultado, o Leão somou seu 27º ponto no campeoanato e mantém, momentaneamente, a liderança. O Brasiliense chegou aos 26 pontos e continua no G4 do Grupo A.

Durante o intervalo, dirigentes do Leão e do Jacaré entraram em uma confusão. Segundo informações da Rádio Verdes Mares, o presidente Osmar Baquit foi agredido e prestou um Boletim de Ocorrência contra um dirigente do Brasiliense.

O Leão volta a campo no próximo domingo (22), fora de casa. A equipe leonina encara o Treze, no Estádio Presidente Vargas, na Paraíba. O Brasiliense também atua no domingo, recebendo o Águia de Marabá na Boca do Jacaré.

Jogo movimentando, clima quente e empate no placar

Com a liderança em jogo, Fortaleza e Brasiliense não pouparam esforços nos primeiros minutos de partida. Logo aos 10 minutos, o Tricolor do Pici abriu o placar. Após boa jogada de Adalberto pela esquerda, o meia Guaru achou Waldison livre na área. O atacante tricolor encheu o pé e fez 1 a 0 para o Fortaleza.

Sem se abalar com o gol sofrido, o Jacaré foi em busca do empate, e, logo aos 13, igualou o placar. Após cruzamento, João Carlos dividiu bola no alto e soltou a bola nos pés de Washington, que somente empurrou para o fundo do gol. Na comemoração, o atacante, que passou pelo Ceará em 2011, provocou a torcida tricolor fazendo o símbolo da Torcida Organizada Cearamor.

Empolgado com o empate, o Brasiliense manteve o ritmo acelerado e, 5 minutos após o primeiro gol, passou à frente no placar. O lateral Bocão avançou pela direita e cruzou na medida para Jeferson, que tocou livre e virou a partida no PV.

A partida esquentou nos 20 minutos finais da primeita etapa. Buscando o empate, o Leão acuou o time cangando no campo de defesa, mas o adversário parava as jogadas com falta. Aos 44, o meia Hudson recebeu o primeiro cartão amarelo da partida. No minuto seguinte, o mesmo atleta puxou Assisinho dentro da área e foi expulso. Na cobrançã do pênalti, Waldison encheu o pé e empatou a partida.

Brasiliense se fecha e Leão perde chances pontuais

Com inferioridade numérica, o Brasiliense se privou de atacar na etapa final e esperou o Fortaleza no campo de defesa. Com isso, o Tricolor do Pici pouco conseguiu criar. Nas duas principais chances criadas na etapa final, os atletas do Leão pecaram nas finalizações.

Antes do primeiro minuto do 2º tempo, Waldison teve a oportunidade de fazer o seu terceiro gol na partida, mas errou a conclusão. O lateral Adalberto cruzou na medida para o autor dos 2 gols do Leão, mas, livre, o atacante pecou na cabeçada e desperdiçou chance clara.

Aos 35, Charles pegou sobra de cruzamento e ficou livre na área, sem goleiro, mas o forte chute do zagueiro parou em Eli Sabiá, que tirou em cima da linha. Os minutos finais foram de pura pressão. No último minuto, o estreante Danilo Rios bateu firme de fora da área, mas Welder salvou o time adversário.

Ficha Técnica

Fortaleza: João Carlos; Boiadeiro (Ruan), Eduardo Luiz, Charles e Adalberto (Marinho Donizete); Heleno, Peterson, Joílson e Guaru (Danilo Rios); Waldison e Assisinho
Técnico: Luiz Carlos Martins

Brasiliense: Welder; Bocão, Eli Sabiá, Luan e Jorge Henrique; Júlio Bastos, Jeferson (Glaydson), Hudson e Válber (Moisés); Everton e Washington (Peninha)
Técnico: Roberto Fonseca

Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE)
Data: 15 de setembro de 2013 (domingo)
Horário: 16h
Rodada: 14ª
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadao (GO)
Assistentes: Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

Gols: Waldison (10', 48'-1ºT) [Fortaleza]; Washington (13'-1º), Jeferson (17'-1º) [Brasiliense]

Cartões amarelos: Washigton (Brasiliense)
Cartão vermelho: Hudson (Brasiliense)


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!