Fortaleza vence Guaraju e garante segundo lugar geral

O Fortaleza  venceu o Guarani de Juazeiro por 2 a 0, neste domingo (22), pela última rodada da segunda fase do Campeonato Cearense 2015. Com a vitória, o Leão do Pici se classificou com a segunda melhor campanha da competição. Cássio e Márcio Diogo marcaram os GOLS da partida. 

O time da Capital ainda teve o zagueiro Genílson expulso após o árbitro entender que a bola bateu no braço do jogador. Mesmo com a derrota o Leão de Juazeiro passou para as semifinais da Estadual. 

O jogo

O Fortaleza abriu o placar logo aos 9 minutos após cobrança de escanteio precisa. Cássio subiu mais que a defesa do Leão do Mercado e cabeceou forte para o GOL, sem chances para o goleiro Fábio: 1 a 0 Fortaleza. 

GOL deu confiança ao time da Capital, que começou a acelerar o ritmo de jogo em busca do segundo gol. O Guarani ainda parecia não ter entrado em campo e errava muitos passes.

Aos 20, o time de Juazeiro do Norte já conseguia sair para o jogo e trocava passes no campo de ataque. Mas não conseguia entrar na área do Fortaleza. Deola seguia tranquilo no gol do tricolor do Pici. 

O jogo seguia sem boa chances e em um ritmo mais lento. Os times tentavam lançamentos longos ao ataque e acabavam errando muitos passes. Mas aos 35 minutos, após jogada de bola parada do Fortaleza, Genílson cabeceou forte no canto do gol, obrigando Fábio a fazer uma defesa difícil.

As equipes voltaram para o segundo e repetiram o desempenho da primeira etapa. Ambos os times erravam passes e jogo ficou "truncado". Os times abusavam dos lançamentos longos.

O Fortaleza tentou chegar ao segundo GOL com três cruzamentos na área logo no início da segunda etapa. Mas não conseguir completar as jogadas. Cassiano até tentou trocar de lado, mas faltou qualidade nos passes no meio campo. 

Mas aos 24, Márcio Diogo recebeu uma bola enfiada no meio da zaga do Leão do Mercado, dominou e chutou no canto do gol. O goleiro Fábio até que tentou alcançar a bola, mas não teve jeito. 2 a 0  Fortaleza. 

Polêmica

O jogo que parecia tranquilo foi prejudicado pelo árbitro. Aos 27, Genílson dominou a bola com o ombro, mas o juíz entendeu que foi com o braço e deu cartão vermelho direto para o jogador tricolor, que já tinha cartão amarelo.

As duas equipes seguiram até o fim da partida sem conseguir criar novas jogadas, e aos 49, o árbitro encerrou as ações.

Fonte: dn


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!