Homem invade hospital e esfaqueia atendente

Segundo testemunhas do fato, o agressor estava à procura de um médico, a quem culpava pela morte de sua mãe

A atendente Antônia Aurileide Silva de Oliveira Alves, 41, foi esfaqueada, na manhã de ontem, quando trabalhava na recepção do Hospital Monte Klinikum, situado na Rua República do Líbano, no bairro Meireles.

Francisco Sílvio de Sousa Nunes, 32, acabou sendo preso em flagrante por policiais do Ronda do Quarteirão e levado para o plantão do 2º DP (Aldeota). A atendente foi esfaqueada no pescoço e está em estado grave na UTI.

De acordo com informações da Polícia Militar, um homem, identificado como Francisco Sílvio de Sousa Nunes, 32, chegou ao local querendo falar com um dos médicos e acabou lesionando a recepcionista, sem motivos aparentes depois de uma rápida discussão.

Uma equipe do Ronda do Quarteirão, que estava na viatura RD-1031 atendeu à ocorrência. Quando os policiais chegaram ao local, Nunes tinha tentado fugir, mas acabou sendo dominado pela segurança privada do hospital. O acusado disse à Polícia, que estava à procura de um médico, que tratou de sua mãe, que faleceu.

Agressão

"Ele foi lá para matar o médico. Porém, os funcionários dizem que a pessoa que ele estava procurando não trabalha lá e nenhum deles diz conhecê-lo", afirmou o soldado Abel Monteiro, que esteve no local.

O policial disse ainda, que o acusado não diz porque agrediu a recepcionista e que o ocorrido foi um "acidente".

Testemunhas do fato contaram à Polícia que a ação de Francisco Sílvio foi muito rápida. Uma das pessoas que presenciaram o fato, disse às autoridades que quando ele entrou no hospital falou primeiro com uma funcionária que está grávida e lhe mostrou a faca. Aurileide Alves, que estava no mesmo balcão com colega tentou impedir que ela fosse ferida e acabou sendo esfaqueada. Nunes teria golpeado a recepcionista no pescoço. Outras duas lesões de defesa foram detectadas nas mãos.

De acordo com informações do delegado Carlos Eduardo Pires, plantonista do 2ºDP (Aldeota), para onde o acusado foi levado, sua autuação primeira será por tentativa de homicídio. "Ele será autuado pela tentativa de matar a mulher. Recebemos a informação que de que o estado dela é grave e que ela está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Se, por infelicidade, o caso evoluir para óbito ele será responsabilizado por homicídio", afirmou. Nunes já responde por uma lesão corporal.

O carro que o agressor chegou ao local, um Uno branco, inscrito com as placas HUX-5824, e a faca usada no crime foram apreendidos pela Polícia e entregues no 2ºDP.

Durante toda a tarde de ontem, a Polícia tomou o depoimento das pessoas que estavam na recepção do hospital no momento em que ocorreu o crime de tentativa de homicídio.

O delegado plantonista fez diligências no local. Hoje, a Polícia deve retomar a apuração do caso e poderá requisitar do hospital a gravação da cena do crime, caso esta tenha sido captada pelas câmeras de segurança instaladas na recepção.

Culpado

Algumas pessoas disseram informalmente que o acusado aparentava estar muito nervoso e dizia que a mãe havia morrido por negligência do médico que ele procurava no hospital.

Até a noite passada, o acusado permanecia naquela delegacia distrital, depois de autuado em flagrante. Ainda à tarde, policiais do Ronda do Quarteirão conduziram Francisco Sílvio até a Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) para que ele fosse submetido a exame de corpo de delito.

Fonte: dn


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!