Icasa consegue liminar na Justiça do Rio para disputar Série A do Brasileiro

O Icasa conseguiu liminar na Quarta Vara Cível do Rio de Janeiro, nesta terça-feira, para disputar a Série A do Campeonato Brasileiro. A informação foi confirmada ao GloboEsporte.com pelo advogado do Verdão do Cariri, George Ferrucio, nesta tarde. A liminar foi concedida pela juíza Erica de Paula Rodrigues da Cunha. O prazo para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acatar a decisão é de 24 horas. Caso não a cumpra, a entidade será multada em R$ 100 mil por dia. A CBF pode recorrer da decisão. Uma nova audiência está marcada para o dia 31 de julho. - O Icasa realmente conseguiu acesso à Série A. Isso é fato. Agora a gente só vai se pronunciar quando a CBF for notificada. Estamos providenciando para que isso aconteça hoje (nesta terça-feira) - afirmou George Ferrucio. No último dia 7 de fevereiro, o Icasa entrou com uma ação no STJD alegando a escalação irregular do jogador Luan, do Figueirense, na partida da equipe catarinense contra o América-MG, no dia 28 de maio do ano passado, pela Série B. O Verdão reivindicava uma vaga na Série A com base em tal alegação, entretanto, o STJD arquivou o caso. O advogado do time cearense garante que o clube tem provas concretas para disputar a elite do Brasileirão, que começa em quatro dias. Conseguimos elementos robustos e convincentes para garantir o nosso acesso à Série A. Fomos à Justiça comum e temos uma confissão de que a CBF reconheceu a irregularidade na escalação do atleta Luan, do Figueirense, que tinha contrato com o Metropolitano. Feito isso, entramos com pedido de liminar e hoje, com a ajuda de Padre Cícero, que é muito forte, a liminar foi deferida, colocando o Icasa na Série A. A informação também foi ratificada pelo diretor executivo do Icasa, André Turatto. - A liminar existe. Não tem nenhuma novidade. É justamente sobre o que falamos da outra vez. Sabíamos que tínhamos direito e continuamos atrás deles - pontuou o dirigente. Figueirense se cala, e CBFirá se pronunciar O Figueirense, através da sua assessoria de imprensa, afirmou que não irá se posicionar até receber uma notificação oficial. - O Figueirense não irá se pronunciar. Caso o clube seja notificado de algo, aí sim vamos nos posicionar. O Figueirense está pensando no Fluminense - pontuou. A assessoria de imprensa da CBF informou que a entidade só irá se posicionar sobre o caso por meio de nota a ser publicada em seu site oficial Entenda o caso A diretoria do Icasa, 5º colocado da Série B em 2013, anunciou no último dia 7 de fevereiro que havia entrado com uma ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para ganhar uma vaga na Série A do Campeonato Brasileiro. A alegação é de que o volante Luan, do Figueirense, foi escalado de maneira irregular na partida do clube catarinense contra o América-MG, ocorrida no dia 28 de maio, no Independência, em Belo Horizonte, pela Série B do ano passado. No entanto, a CBF afirmou que o jogador não estava irregular, e o STJD arquivou a denúnciameuip.co
O Icasa conseguiu liminar na Quarta Vara Cível do Rio de Janeiro, nesta terça-feira, para disputar a Série A do Campeonato Brasileiro. A informação foi confirmada ao GloboEsporte.com pelo advogado do Verdão do Cariri, George Ferrucio, nesta tarde. A liminar foi concedida pela juíza Erica de Paula Rodrigues da Cunha. O prazo para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acatar a decisão é de 24 horas. Caso não a cumpra, a entidade será multada em R$ 100 mil por dia. A CBF pode recorrer da decisão. Uma nova audiência está marcada para o dia 31 de julho. - O Icasa realmente conseguiu acesso à Série A. Isso é fato. Agora a gente só vai se pronunciar quando a CBF for notificada. Estamos providenciando para que isso aconteça hoje (nesta terça-feira) - afirmou George Ferrucio. No último dia 7 de fevereiro, o Icasa entrou com uma ação no STJD alegando a escalação irregular do jogador Luan, do Figueirense, na partida da equipe catarinense contra o América-MG, no dia 28 de maio do ano passado, pela Série B. O Verdão reivindicava uma vaga na Série A com base em tal alegação, entretanto, o STJD arquivou o caso. O advogado do time cearense garante que o clube tem provas concretas para disputar a elite do Brasileirão, que começa em quatro dias. Conseguimos elementos robustos e convincentes para garantir o nosso acesso à Série A. Fomos à Justiça comum e temos uma confissão de que a CBF reconheceu a irregularidade na escalação do atleta Luan, do Figueirense, que tinha contrato com o Metropolitano. Feito isso, entramos com pedido de liminar e hoje, com a ajuda de Padre Cícero, que é muito forte, a liminar foi deferida, colocando o Icasa na Série A. A informação também foi ratificada pelo diretor executivo do Icasa, André Turatto. - A liminar existe. Não tem nenhuma novidade. É justamente sobre o que falamos da outra vez. Sabíamos que tínhamos direito e continuamos atrás deles - pontuou o dirigente. Figueirense se cala, e CBFirá se pronunciar O Figueirense, através da sua assessoria de imprensa, afirmou que não irá se posicionar até receber uma notificação oficial. - O Figueirense não irá se pronunciar. Caso o clube seja notificado de algo, aí sim vamos nos posicionar. O Figueirense está pensando no Fluminense - pontuou. A assessoria de imprensa da CBF informou que a entidade só irá se posicionar sobre o caso por meio de nota a ser publicada em seu site oficial Entenda o caso A diretoria do Icasa, 5º colocado da Série B em 2013, anunciou no último dia 7 de fevereiro que havia entrado com uma ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para ganhar uma vaga na Série A do Campeonato Brasileiro. A alegação é de que o volante Luan, do Figueirense, foi escalado de maneira irregular na partida do clube catarinense contra o América-MG, ocorrida no dia 28 de maio, no Independência, em Belo Horizonte, pela Série B do ano passado. No entanto, a CBF afirmou que o jogador não estava irregular, e o STJD arquivou a denúnciameuip.co
O Icasa conseguiu liminar na Quarta Vara Cível do Rio de Janeiro, nesta terça-feira, para disputar a Série A do Campeonato Brasileiro. A informação foi confirmada ao GloboEsporte.com pelo advogado do Verdão do Cariri, George Ferrucio, nesta tarde. A liminar foi concedida pela juíza Erica de Paula Rodrigues da Cunha. O prazo para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acatar a decisão é de 24 horas. Caso não a cumpra, a entidade será multada em R$ 100 mil por dia. A CBF pode recorrer da decisão. Uma nova audiência está marcada para o dia 31 de julho. - O Icasa realmente conseguiu acesso à Série A. Isso é fato. Agora a gente só vai se pronunciar quando a CBF for notificada. Estamos providenciando para que isso aconteça hoje (nesta terça-feira) - afirmou George Ferrucio. No último dia 7 de fevereiro, o Icasa entrou com uma ação no STJD alegando a escalação irregular do jogador Luan, do Figueirense, na partida da equipe catarinense contra o América-MG, no dia 28 de maio do ano passado, pela Série B. O Verdão reivindicava uma vaga na Série A com base em tal alegação, entretanto, o STJD arquivou o caso. O advogado do time cearense garante que o clube tem provas concretas para disputar a elite do Brasileirão, que começa em quatro dias. Conseguimos elementos robustos e convincentes para garantir o nosso acesso à Série A. Fomos à Justiça comum e temos uma confissão de que a CBF reconheceu a irregularidade na escalação do atleta Luan, do Figueirense, que tinha contrato com o Metropolitano. Feito isso, entramos com pedido de liminar e hoje, com a ajuda de Padre Cícero, que é muito forte, a liminar foi deferida, colocando o Icasa na Série A. A informação também foi ratificada pelo diretor executivo do Icasa, André Turatto. - A liminar existe. Não tem nenhuma novidade. É justamente sobre o que falamos da outra vez. Sabíamos que tínhamos direito e continuamos atrás deles - pontuou o dirigente. Figueirense se cala, e CBFirá se pronunciar O Figueirense, através da sua assessoria de imprensa, afirmou que não irá se posicionar até receber uma notificação oficial. - O Figueirense não irá se pronunciar. Caso o clube seja notificado de algo, aí sim vamos nos posicionar. O Figueirense está pensando no Fluminense - pontuou. A assessoria de imprensa da CBF informou que a entidade só irá se posicionar sobre o caso por meio de nota a ser publicada em seu site oficial Entenda o caso A diretoria do Icasa, 5º colocado da Série B em 2013, anunciou no último dia 7 de fevereiro que havia entrado com uma ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para ganhar uma vaga na Série A do Campeonato Brasileiro. A alegação é de que o volante Luan, do Figueirense, foi escalado de maneira irregular na partida do clube catarinense contra o América-MG, ocorrida no dia 28 de maio, no Independência, em Belo Horizonte, pela Série B do ano passado. No entanto, a CBF afirmou que o jogador não estava irregular, e o STJD arquivou a denúnciameuip.co
O Icasa conseguiu liminar na Quarta Vara Cível do Rio de Janeiro, nesta terça-feira, para disputar a Série A do Campeonato Brasileiro. A informação foi confirmada ao GloboEsporte.com pelo advogado do Verdão do Cariri, George Ferrucio, nesta tarde. A liminar foi concedida pela juíza Erica de Paula Rodrigues da Cunha. O prazo para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acatar a decisão é de 24 horas. Caso não a cumpra, a entidade será multada em R$ 100 mil por dia. A CBF pode recorrer da decisão. Uma nova audiência está marcada para o dia 31 de julho. - O Icasa realmente conseguiu acesso à Série A. Isso é fato. Agora a gente só vai se pronunciar quando a CBF for notificada. Estamos providenciando para que isso aconteça hoje (nesta terça-feira) - afirmou George Ferrucio. No último dia 7 de fevereiro, o Icasa entrou com uma ação no STJD alegando a escalação irregular do jogador Luan, do Figueirense, na partida da equipe catarinense contra o América-MG, no dia 28 de maio do ano passado, pela Série B. O Verdão reivindicava uma vaga na Série A com base em tal alegação, entretanto, o STJD arquivou o caso. O advogado do time cearense garante que o clube tem provas concretas para disputar a elite do Brasileirão, que começa em quatro dias. Conseguimos elementos robustos e convincentes para garantir o nosso acesso à Série A. Fomos à Justiça comum e temos uma confissão de que a CBF reconheceu a irregularidade na escalação do atleta Luan, do Figueirense, que tinha contrato com o Metropolitano. Feito isso, entramos com pedido de liminar e hoje, com a ajuda de Padre Cícero, que é muito forte, a liminar foi deferida, colocando o Icasa na Série A. A informação também foi ratificada pelo diretor executivo do Icasa, André Turatto. - A liminar existe. Não tem nenhuma novidade. É justamente sobre o que falamos da outra vez. Sabíamos que tínhamos direito e continuamos atrás deles - pontuou o dirigente. Figueirense se cala, e CBFirá se pronunciar O Figueirense, através da sua assessoria de imprensa, afirmou que não irá se posicionar até receber uma notificação oficial. - O Figueirense não irá se pronunciar. Caso o clube seja notificado de algo, aí sim vamos nos posicionar. O Figueirense está pensando no Fluminense - pontuou. A assessoria de imprensa da CBF informou que a entidade só irá se posicionar sobre o caso por meio de nota a ser publicada em seu site oficial Entenda o caso A diretoria do Icasa, 5º colocado da Série B em 2013, anunciou no último dia 7 de fevereiro que havia entrado com uma ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para ganhar uma vaga na Série A do Campeonato Brasileiro. A alegação é de que o volante Luan, do Figueirense, foi escalado de maneira irregular na partida do clube catarinense contra o América-MG, ocorrida no dia 28 de maio, no Independência, em Belo Horizonte, pela Série B do ano passado. No entanto, a CBF afirmou que o jogador não estava irregular, e o STJD arquivou a denúnciameuip.co

O Icasa conseguiu liminar na Quarta Vara Cível do Rio de Janeiro, nesta terça-feira, para disputar a Série A do Campeonato Brasileiro. A informação foi confirmada ao GloboEsporte.com pelo advogado do Verdão do Cariri, George Ferrucio, nesta tarde. A liminar foi concedida pela juíza Erica de Paula Rodrigues da Cunha. O prazo para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acatar a decisão é de 24 horas. Caso não a cumpra, a entidade será multada em R$ 100 mil por dia. A CBF pode recorrer da decisão. Uma nova audiência está marcada para o dia 31 de julho. - O Icasa realmente conseguiu acesso à Série A. Isso é fato. Agora a gente só vai se pronunciar quando a CBF for notificada. Estamos providenciando para que isso aconteça hoje (nesta terça-feira) - afirmou George Ferrucio. No último dia 7 de fevereiro, o Icasa entrou com uma ação no STJD alegando a escalação irregular do jogador Luan, do Figueirense, na partida da equipe catarinense contra o América-MG, no dia 28 de maio do ano passado, pela Série B. O Verdão reivindicava uma vaga na Série A com base em tal alegação, entretanto, o STJD arquivou o caso. O advogado do time cearense garante que o clube tem provas concretas para disputar a elite do Brasileirão, que começa em quatro dias. Conseguimos elementos robustos e convincentes para garantir o nosso acesso à Série A. Fomos à Justiça comum e temos uma confissão de que a CBF reconheceu a irregularidade na escalação do atleta Luan, do Figueirense, que tinha contrato com o Metropolitano. Feito isso, entramos com pedido de liminar e hoje, com a ajuda de Padre Cícero, que é muito forte, a liminar foi deferida, colocando o Icasa na Série A. A informação também foi ratificada pelo diretor executivo do Icasa, André Turatto. - A liminar existe. Não tem nenhuma novidade. É justamente sobre o que falamos da outra vez. Sabíamos que tínhamos direito e continuamos atrás deles - pontuou o dirigente. Figueirense se cala, e CBFirá se pronunciar O Figueirense, através da sua assessoria de imprensa, afirmou que não irá se posicionar até receber uma notificação oficial. - O Figueirense não irá se pronunciar. Caso o clube seja notificado de algo, aí sim vamos nos posicionar. O Figueirense está pensando no Fluminense - pontuou. A assessoria de imprensa da CBF informou que a entidade só irá se posicionar sobre o caso por meio de nota a ser publicada em seu site oficial Entenda o caso A diretoria do Icasa, 5º colocado da Série B em 2013, anunciou no último dia 7 de fevereiro que havia entrado com uma ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para ganhar uma vaga na Série A do Campeonato Brasileiro. A alegação é de que o volante Luan, do Figueirense, foi escalado de maneira irregular na partida do clube catarinense contra o América-MG, ocorrida no dia 28 de maio, no Independência, em Belo Horizonte, pela Série B do ano passado. No entanto, a CBF afirmou que o jogador não estava irregular, e o STJD arquivou a denúncia.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!