Motoristas paralisam terminais de ônibus de Fortaleza

Todos os 7 terminais de ônibus de Fortaleza estão fechados. Motoristas e cobradores de ônibus cruzaram os braços e paralisaram todas as atividades. Segundo José Batista, coordenador da Central Sindical e Popular – Conlutas (CSP/ConlutasConlutas), os ônibus que estão circulando também serão parados pelos manifestantes.

Batista garantiu que a confusão que existiu nos terminais do Siqueira e Papicu não foi orientação do movimento, mas uma confusão gerada por fiscais da Etufor e do Sindiônibus. No Terminal do Siqueira a confusão teve vários ônibus quebrados.

30 de agosto: Categorias aderem ao Dia Nacional de Paralisações

O Conlutas, as demais centrais sindicais, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) e demais movimentos estudantis e populares estarão realizando neste dia 30 de agosto, o Dia Nacional de Paralisações e Mobilizações.

No Ceará, os seguintes setores anunciarão mobilizações:

- Trabalhadores da Construção Civil de Fortaleza e área metropolitana;
- Trabalhadores rodoviários urbanos de Fortaleza e do transporte de passageiros interestadual;
- Servidores Federais;
- Trabalhadores das universidades;
- Judiciários do Estado;
- Servidores municipais de Juazeiro do Norte e Limoeiro do Norte;
- Bancários

Haverá a partir das 11 horas, desta sexta-feira (30/08), uma caminhada pelo Centro de Fortaleza, com saída da Praça do Ferreira que reunirá as categorias paralisadas.

O ato nacional tem como reivindicações:

- Melhoria da qualidade e diminuição do preço dos transportes coletivos: chega de desrespeito à população, mais ônibus e metrôs de qualidade.
- 10% do PIB para a educação pública: pagamento do piso nacional aos trabalhadores em educação, escola pública de qualidade para todos.
- 10% do orçamento para a saúde pública: saúde não é mercadoria, chega de filas e mortes nos hospitais públicos.
- Fim dos leilões das reservas de petróleo: chega de privatização e entrega do patrimônio brasileiro.
- Fim do fator previdenciário e aumento do valor das aposentadorias: respeito e dignidade para quem construiu esse país.
- Redução da jornada de trabalho: trabalhar menos para ter qualidade de vida e tempo para a família.
- Contra o PL 4330: chega de terceirizações e precarização do trabalho.
- Reforma agrária: terra para quem nela vive e trabalha.
- Salário igual para trabalho igual: basta de discriminação à mulher no trabalho.

Fonte: dn


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!