Praça do Ferreira, da Coluna da Hora ao Tatu-Bola

Desde o final do século XIX, a Praça do Ferreira é a praça mais conhecida e frequentada da cidade, sendo considerada por muitos como o coração de Fortaleza tendo sido palco de importantes episódios da história da cidade. Por mais de um século, seus bares, cinemas, os antigos cafés ou seus bancos foram ponto de encontro do povo cearense. Por ela passaram os mais ilustres personagens da história de Fortaleza, como Quintino Cunha, o próprio Boticário Ferreira, os membros da Padaria Espiritual, entre muitos outros.
Nela, ocorreram vários episódios hilariantes, o inflamado discurso do Prof. Eduardo Mota, que incitava o povo à revolta e ao vandalismo, dizendo que nada devia-se temer, mas quando a polícia chegou mudou logo o discurso, dizendo: "..sim, mas dentro da ordem e do direito, respeitando as autoridades constituídas", os momentos de celebridade do bode Ioiô, a vaia ao sol...

Hoje, ainda a Praça continua pulsando, já sem cinema, sem hotéis, mas com a Coluna da Hora, muitos artistas e pensadores e agora com o Tatu-Bola, mascote da Copa 2014. Quem vai ao centro de Fortaleza sempre passa pela Praça do Ferreira, para sentar nos bancos e bater um papo, ou apenas para apreciar a beleza do local.

A Praça do Ferreira  situa-se entre as ruas Floriano Peixoto e Major Facundo e as travessas Pará e Pedro Borges, tem esse nome em homenagem ao Boticário Ferreira. Ela já foi chamada Praça das Trincheiras, e em 1839 era apenas um campo de areia com um grande poço no centro, que funcionou até 1920, quando o então prefeito Godofredo Maciel fez a reforma.

Tópico: Praça do Ferreira, da Coluna da Hora ao Tatu-Bola

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!