Roberto Cláudio e Ivo Gomes participarão da abertura oficial do ano letivo de 2013

Prefeito e secretário darão boas vindas para os alunos da Escola de Ensino Fundamental e Educação Infantil Mozart Pinto. Antecipação do início do ano letivo tenta corrigir calendário escolar, prejudicado pelas greves.

O prefeito Roberto Cláudio (PSB) e o secretário municipal de Educação, Ivo Gomes, irão participar, na próxima segunda-feira, 18, da abertura oficial do ano letivo 2013 da rede pública de ensino. Eles darão boas-vindas, primeiro, aos estudante da Escola de Ensino Fundamental e Educação Infantil Mozart Pinto, no Jardim América, a partir das 7 horas. À tarde, Ivo estará na Escola de Ensino Fundamental e Educação Infantil Professora Edith Braga, no bairro Aerolândia.


A escola Mozart Pinto tem 650 alunos, possuindo turmas da educação infantil ao 5° ano do ensino fundamental. A unidade educacional possui os melhores resultados da rede pública municipal de Fortaleza no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2011. O indicador foi criado em 2007 para medir a qualidade de cada escola e de cada rede de ensino.

Já a Escola Professora Edith Braga alcançou os melhores resultados no Índice de Desempenho da Escola (IDI-Alfa), que mede a aprendizagem dos alunos do segundo ano do Ensino Fundamental usando a escala da Provinha Brasil. Entre as três primeiras colocadas no IDI-Alfa, a instituição é a que tem maior número de alunos matriculados no ano avaliado. No total, são 792 alunos matriculados, do Infantil ao 5° ano.

O início do ano letivo de 2013 foi antecipado após decisão do secretário Ivo Gomes, em acordo com Ministério Público Estadual, Conselho Municipal de Educação, sindicatos e outras entidades. A medida tenta equiparar o calendário da rede pública - prejudicado pelas seguidas greves- com o da rede particular. Por isso, o ano letivo de 2012 teve de ser diminuído em dois meses, havendo compensação na quantidade de aulas na série subsequente.

Mudanças que provocaram questionamentos de vereadores que fazem oposição à atual gestão municipal. Eles argumentam que a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) exige o cumprimento de 800 horas/aula e 200 dias letivos.

Fonte: opovo


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!